Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

12.1.15

Como tratar a ansiedade?

  • RESPONDIDO POR DR. PERSIO RIBEIRO GOMES DE DEUS - PUBLICADO EM 29/04/2014 ÀS 19:17

    PSIQUIATRA
    Olá,
    Existem várias formas de tratar a ansiedade, até porque a ansiedade é um fenômeno multifatorial como vimos até então, podendo ser devida a causas externas, ser relacionada com predisposições hereditárias ou biológicas, ser originada a partir de traumas ou sofrimentos infantis funcionando como alarmes da vida adulta ou ser devida ainda a questões existenciais.

    As abordagens terapêuticas portanto tem que considerar essa multiplicidade de causas e portanto ter várias ferramentas de tratamento ou diferentes abordagens terapêuticas.
    Classicamente temos os seguintes caminhos ou métodos terapêuticos:

    Psicológicos
    ansiedade corresponde àquela “espera”, àquele intervalo de tempo no qual esperamos que algo se realize, e como é difícil esperarmos tranquila e pacientemente!
    Podemos portanto recorrer a diversas técnicas de tratamento psicológicos para lidarmos melhor com essa espera ou expectativa.
    De uma maneira simplista colocaremos as seguintes formas de tratamento:

    Técnicas de relaxamento
    Uma das técnicas de relaxamento mais conhecidas é a que foi preconizada por Schütz. Esta técnica, bastante simples em sua compreensão e aplicação, pode ser aplicada pela própria pessoa.
    Se faz necessário um ambiente tranquilo, com poucos estímulos sonoros e luminosos, e o ideal é um ambiente à meia luz. Em seguida precisamos nos colocar o mais confortavelmente possível, com as roupas afrouxadas e se possível sem os sapatos.
    O primeiro passo do tratamento é, de olhos fechados, estabelecermos o controle da respiração, inspirando e expirando a ar lenta e profundamente. Devemos sentir o ar penetrando de maneira calma e plena em nossos pulmões.
    Após alguns minutos quando sentimos que já estamos respirando de maneira bem tranquila, iniciamos o relaxamento dos grupos musculares.
    Primeiramente relaxamos os músculos de toda a face, começando pela fronte (testa), relaxando em seguida os músculos das pálpebras, bochechas, boca e lábios.
    Em seguida vamos relaxar os músculos da nuca e do pescoço, pois no pescoço e nuca guardamos muita tensão! Após, relaxamos os ombros, e em seguida os braços, a ponto de não mais os “sentirmos”. Passamos para o tórax e para os músculos do abdômen. Todos esses músculos devem ser relaxados, sem que percamos o controle da respiração!
    Em seguida os músculos das nádegas, coxas e pernas devem ser relaxados, relaxamento esse que deve chegar finalmente aos pés.
    Pronto, todo o corpo já está relaxado! E você pode usufruir do relaxamento psíquico que acompanha o relaxamento físico.
  • Quanto às massagens há diversas técnicas: com finalidades terapêuticas de alívio dos processos dolorosos, massagens que tem como finalidade o relaxamento tanto da musculatura como de suas inervações, massagens que tem finalidade de promover a drenagem linfática. Em todas as formas de massagens terapêuticas, a sensação de relaxamento e de alívio das tensões e da ansiedade é muito agradável e confortante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário