Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

1.1.14

Angélica - Propriedades Medicinais

Desde tempos remotos, a Angélica (Angelica archangelica) é utilizada na Groenlândia. Durante a Idade Média, o cultivo da planta foi se expandindo na época da peste por causa de uma lenda, na qual o arcanjo Gabriel a teria mostrado a um sábio ermitão, para que este pudessecombater a doença. Monges e frades medievais começaram a plantá-la a fim de elaborar diversos tipos de remédios, todos em forma de licor.
Hoje se sabe que seus princípios ativos são o felandreno, que ação digestiva e carminativa (elimina os gases), e a angelicina, que tem função sedativa e equilibradora do sistema nervoso. Além disso, a angélica também tem, em menor intensidade, poder antiinflamatório, diurético e depurativo. Ela pode ser usada tanto no preparo de chás como em banhos.
(Fonte: Wikipedia)
Angélica
Angélica

Nomes Populares:

  • arcangélica
  • erva-do-espírito-santo
  • jacinto-da-índia
  • polianto

Propriedades

A angélica é indicada para:
  • acidez estomacal
  • ansiedade
  • bronquite
  • cólica
  • hipertensão
  • falta de apetite
  • osteoporose
  • febre
  • resfriado
  • tosse
  • dor de garganta
  • dor de cabeça
  • insônia
  • reumatismo

Cuidados

Algumas pessoas podem apresentar sintomas adversos ao ingerir a angélica. Por isso, é muito importante que algum profissional acompanhe qualquer tratamento feito com a planta. Os diabéticos devem evitar a erva, assim como as grávidas e lactantes. Também é necessária cautela ao misturar a angélicas com outras plantas medicinais.

Fonte: Receita Natural

Nenhum comentário:

Postar um comentário