Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

7.6.13

 O que são ovos caipira? Conheça as diferenças entre produtos

Quarta-feira, 26 de Setembro de 2012, 09:44:49
GeralOvos
Galinhas poedeiras para produção de ovos caipira são criadas em ambiente e manejo diferenciado. Elas ficam soltas, ciscam, comem capim, verduras e insetos (são ótimas para exterminar aranhas). Recebem complementação alimentar em forma de uma ração feita pelo próprio produtor, pois apenas milho e alimento verde não suprem sua necessidade de vitaminas e minerais. Esta ração leva, entre outros, soja (não transgênica), visto que esta leguminosa tem o mais alto teor de proteína vegetal (cerca de 30%), evitando que a produção de ovos caia nos meses de dias mais curtos (maio a agosto). Sim, as galinhas põem mais ovos quando os dias são mais longos e vice-versa. A ração das galinhas caipiras não leva aditivos de crescimento nem antibióticos. Elas recebem algumas vacinas e são tratadas com homeopatia quando ficam doentes, o que raramente acontece quando vivem num ambiente sem estresse.
É verdade que só ovos vermelhos são caipira? Não. A cor dos ovos depende da raça da galinha, então os ovos caipiras podem ser tanto brancos quanto vermelhos. E as galinhas caipiras são todas de uma raça só? Também não. Elas podem ser de diferentes raças, o que diferencia seus ovos é o modo como foram criadas e alimentadas, ou seja, o ambiente e o manejo diferenciados.
A presença dos galos na criação caipira é muito importante, apesar de comerem mais que as galinhas e não botarem ovos, pois as galinhas se comportam mais tranquilas, “ficam mais felizes” e isso tem importância fundamental também no aspecto sanitário, visto que o estresse é reconhecidamente um fator que predispõe para doenças que acabam causando grandes prejuízos na avicultura.
É importante não confundir: existem também as “verdadeiras” galinhas caipira, de raça indefinida, que somente ciscam, recebendo no máximo algum milho como complementação alimentar, porém estas põem muito menos ovos (uns 70/ano contra 300/ano das galinhas caipira de criação) e ovos pequenos, de modo que não são comercialmente viáveis.
Os ninhos das aves poedeiras são colocados no interior de um galpão, forrados preferencialmente com cavacos de madeira e palha de arroz, e devem ser higienizados regularmente. As galinhas não costumam sujar seus ninhos, portanto os ovos só se sujam quando rolam para fora do ninho. Neste caso devem ser descartados, pois lavá-los poderia contaminá-los, uma vez que sua casca é porosa. Também ovos rachados devem ser descartados, pois existe o risco de contaminação por salmonelas.
Ovos orgânicos são produzidos da mesma forma, com a restrição que as galinhas recebem somente alimentação orgânica. Além disso, para poder receber a denominação de orgânica, a criação tem que passar por um processo de certificação para toda a cadeia produtiva, incluindo todas as etapas que acontecem depois que o ovo é posto – manuseio, embalagem, armazenamento e transporte – devendo respeitar também as normas da vigilância sanitária, que são extremamente rígidas por se tratar de alimento de origem animal.
Isto significa que o produtor deve ter em sua propriedade uma sala toda azulejada de um tamanho mínimo com entrada separada para produtos e pessoas, com câmara fria, entre outros. Os pequenos produtores não têm recursos para isto, então vendem seus ovos como caipira, mesmo que sua alimentação seja orgânica e os animais vivam soltos.
Praticamente, só as granjas que produzem ovos em grande escala tem a infraestrutura exigida pela Anvisa. Lá as galinhas são mantidas em gaiolas e se movimentam tão pouco que suas pernas frágeis não conseguem carregá-las quando são soltas. Elas recebem ração industrializada que contêm antibióticos, ou seja, estes são usados de modo preventivo para que as galinhas não fiquem doentes, uma vez que qualquer ambiente em que muitos seres vivos são confinados em pouco espaço favorece a disseminação de viroses. Além disso, as galinhas são debicadas, um procedimento doloroso feito para que as galinhas não machuquem umas às outras; a agressividade é comum no ambiente estressante em que os animais são mantidos.
Assim, o ovo caipira vem de animais mantidos de forma natural, que os respeita como seres vivos e não vê neles somente um fator de produção. Há uma preocupação com o bem-estar dos animais e certamente uma galinha feliz produz ovos mais saudáveis e gostosos!!
Fonte:  Portal Itu.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário