Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

27.4.12

Ter mais refeições em família pode ajudar a prevenir a obesidade infantil, diz estudo

09 de julho de 2010 (Bibliomed). O segredo para prevenir a obesidade infantil pode ser mais refeições em família, além daquele sempre recomendado prato repleto de verduras e legumes, segundo estudo recentemente publicado no Journal of Pediatrics. De acordo com especialistas da Universidade Harokopio, na Grécia, a análise de mais de mil crianças mostrou que aquelas que comiam à mesa com os pais e consumiam mais vegetais eram mais magros do que as crianças que não tinham esses hábitos alimentares.
Avaliando dados de crianças com idades entre nove e 13 anos, os pesquisadores observaram que as famílias que normalmente preparavam o almoço e o jantar - ao invés de investirem em lanches nessas refeições - eram mais propensas a terem maior ingestão de vegetais e de terem seus filhos à mesa durante as refeições. E esse padrão alimentar foi associado a crianças com um menor índice de massa corporal (medida do peso em relação à altura), menor circunferência da cintura e menos gordura corporal. Os outros quatro padrões identificados - “alimentação desestruturada, fast food/ alimentos açucarados e estilo de vida sedentário”; “rico em fibras”; “café da manhã”; e “exercícios, frutas e vegetais” - não tinham efeitos positivos nesse sentido.
De acordo com os pesquisadores, ainda não está claro porque apenas o padrão “refeições familiares/ vegetais” foi associado a um menor peso das crianças. Entretanto, eles destacam que os hábitos de se ter refeições em família e de cozinhar podem significar que as crianças têm maior adesão à tradicional dieta mediterrânea - rica em vegetais, azeite de oliva, grãos integrais e peixe. Apesar de as crianças do estudo serem avaliadas apenas uma vez, os pesquisadores destacam que esse padrão alimentar pode ser uma “potencial abordagem preventiva” para combater a obesidade infantil.

Fonte: Journal of Pediatrics. 18 de junho de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário