Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

27.4.12

Ter mais refeições em família pode ajudar a prevenir a obesidade infantil, diz estudo

09 de julho de 2010 (Bibliomed). O segredo para prevenir a obesidade infantil pode ser mais refeições em família, além daquele sempre recomendado prato repleto de verduras e legumes, segundo estudo recentemente publicado no Journal of Pediatrics. De acordo com especialistas da Universidade Harokopio, na Grécia, a análise de mais de mil crianças mostrou que aquelas que comiam à mesa com os pais e consumiam mais vegetais eram mais magros do que as crianças que não tinham esses hábitos alimentares.
Avaliando dados de crianças com idades entre nove e 13 anos, os pesquisadores observaram que as famílias que normalmente preparavam o almoço e o jantar - ao invés de investirem em lanches nessas refeições - eram mais propensas a terem maior ingestão de vegetais e de terem seus filhos à mesa durante as refeições. E esse padrão alimentar foi associado a crianças com um menor índice de massa corporal (medida do peso em relação à altura), menor circunferência da cintura e menos gordura corporal. Os outros quatro padrões identificados - “alimentação desestruturada, fast food/ alimentos açucarados e estilo de vida sedentário”; “rico em fibras”; “café da manhã”; e “exercícios, frutas e vegetais” - não tinham efeitos positivos nesse sentido.
De acordo com os pesquisadores, ainda não está claro porque apenas o padrão “refeições familiares/ vegetais” foi associado a um menor peso das crianças. Entretanto, eles destacam que os hábitos de se ter refeições em família e de cozinhar podem significar que as crianças têm maior adesão à tradicional dieta mediterrânea - rica em vegetais, azeite de oliva, grãos integrais e peixe. Apesar de as crianças do estudo serem avaliadas apenas uma vez, os pesquisadores destacam que esse padrão alimentar pode ser uma “potencial abordagem preventiva” para combater a obesidade infantil.

Fonte: Journal of Pediatrics. 18 de junho de 2010.

19.4.12

Amigos e amigas, Estarei na BIENAL DO LIVRO DE BRASÍLIA, no domingo as 16:00, lançando meu novo livro. Sua presença para mim é sempre muito importante. Conto com vc lá e peço o obséquio de repassar para a sua lista.
Um abraço

Marcio Bontempo


Imagem inline 1





10.4.12

Um grupo de pesquisadores da Universidade da Califórnia publicou em uma das maiores revistas científicas do mundo, Nature, um comentário sobre os efeitos deletérios do açúcar no organismo e afirma a necessidade de regulamentação do seu consumo.

Os autores Robert Lustig, Laura Schmidt e Claire Brindis abordam o tema com o título “Public health: The toxic truth about sugar”, que significa “Saúde pública: A verdade tóxica sobre o açúcar”. Eles afirmam que o consumo em excesso de açúcar representa perigos à saúde, por isso a sua ingestão deve ser controlada, da mesma forma como ocorre com o controle do consumo de álcool e cigarro.

O alerta surgiu a partir de dados publicados pelas Nações Unidas em setembro de 2011 relatando pela primeira vez que as doenças crônicas não transmissíveis, como doenças cardíacas, câncer e diabetes superaram as doenças infecciosas, atingindo 35 milhões de mortes anualmente.

O anúncio das Nações Unidas teve como alvo o tabaco, o álcool e a dieta como os fatores de risco principais para o desenvolvimento das doenças não transmissíveis. “Dois desses três, o tabaco e o álcool, são regulados pelos governos para proteger a saúde pública. Porém, está sendo esquecido um dos principais culpados pela crise mundial de saúde, a dieta”, alertam os autores. Entretanto, a questão chave, segundo os autores, é: quais os aspectos da dieta ocidental deve ser o foco de intervenção?

“Ao invés de focar somente em gordura e sal, considerados atualmente como os vilões da dieta, devemos dar atenção também para os alimentos com adição de açúcar”, destacam os autores.

Os autores argumentam que existem diversas evidências científicas mostrando que o consumo excessivo de açúcar está relacionado com doenças associadas à síndrome metabólica, que inclui hipertensão; triglicerídeos elevados e resistência à insulina; diabetes e o processo de envelhecimento precoce. Alguns estudos mostram também que o consumo de açúcar está relacionado ao câncer e declínio cognitivo.

Além disso, o açúcar produz efeitos que causam dependência ao seu consumo, assim como o tabaco e o álcool, agindo no cérebro para estimular o consumo posterior. Especificamente, o açúcar evita a supressão do hormônio grelina (que sinaliza a fome para o cérebro), bem como interfere no transporte e sinalização do hormônio leptina (que ajuda a produzir a sensação de saciedade).

“A regulamentação do açúcar não será fácil, sobretudo nos países em desenvolvimento, onde os refrigerantes são muitas vezes mais baratos do que a água potável ou leite. Reconhecemos que a intervenção da sociedade para reduzir a oferta e demanda de açúcar enfrentará uma difícil batalha política e exigirá a participação ativa de todos os interessados. É hora de voltar nossa atenção para o açúcar”, concluem.

Autor(a): Rita de Cássia Borges de Castro

Referência(s)

Lustig RH, Schmidt LA, Brindis CD. Public health: The toxic truth about sugar. Nature. 2012;482(7383):27-9.

Consumo de açúcar deve ser regulado, afirmam cientistas. Disponível em: http://agencia.fapesp.br/15121 Acessado em: 17/02/2012.

Fonte: Nutrição Sadia
www.nutricaosadia.com.br