Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

18.12.11

COMER CRU É PARA QUEM SABE SE CUIDAR











A Dra.neurocientista Suzana Herculano Houzel escreve: Comer cru é para quem não sabe cozinhar (Revista Mente Cérebro, n. 219) e Saúde Integral responde, baseado em estudos científicos, experiências próprias, mas também de pessoas que acreditaram no crudivorismo vivo e transformaram suas vidas.

O alimento cozido, além de deteriorar nutrientes como algumas vitaminas e minerais, acidifica o sangue, compromete a energia vital que é uma “força natural” contida em nosso organismo. Esta força não só nos faz pessoas mais capazes a realizações (antídoto da preguiça), também estimula o corpo a curar-se com sua própria força, dispensando na maioria das vezes meios artificiais como as drogas vendidas nas farmácias, com seus efeitos colaterais que geralmente comprometem o organismo a curto ou longo prazo.

A energia vital é também o principio básico da cura pela homeopatia e acupuntura, quando os acupunturistas a chamam de KI, porém Hipócrates (460 a 377 a.C.), médico grego considerado “o pai da medicina”, já a conhecia com o nome de fisis.

O alimento cru estimula a mastigação que vai fortalecer os dentes, estimular a própria energia vital e produzir maior quantidade de saliva, que entre outros é indispensável para todo o processo metabólico.

Os nutrientes encontrados numa semente germinada, por exemplo, são riquíssimos, inigualáveis com qualquer outro alimento e este, caso seja cozido, perde grande parte do seu valor nutricional, como também acontece com os legumes, frutas e verduras. Sendo estas indigestas depois de cozidas e provocam gases.

O alimento não basta ser cru, também tem que ser vivo, que é o ideal para alcalinizar o sangue, equilibrando a temperatura do corpo e este, em perfeito funcionamento fabricará não só as enzimas necessárias, também tudo mais que o corpo necessita, chegando até a fazer transmutação de substâncias, já que, não gastará energia para transformar o alimento em glicose, como explica o cientista Mario Sanchez, em seu livro: Medicina Nutricional.

Por tudo isso, quem come cru não se preocupa com calorias, porém com a diversificação dos alimentos. As tabelas nutricionais foram baseadas em pessoas que fazem uma alimentação rica em carnes e laticínios, por exemplo, que são alimentos que consomem muita energia para serem metabolizados, devido ao excesso de proteína.

Também não foram levados em consideração nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo como o sol e o ar.

O sol além de participar da metabolização de vitaminas e minerais, é um grande curador se basearmos em estudos milenares (helioterapia) ou mais atuais, dos drs. Luz Tavera-Mendoza e John White da McGill University – Estados Unidos, que comprova ser o sol um grande aliado do homem e não inimigo, pois produz antibióticos naturais, substâncias anti-cancerígenas, ajudando inclusive a proteger todo o sistema imunológico. O casal alerta sobre os protetores solares que bloqueiam a ação benéfica do sol em 98% (do livro: Cuide de seus olhos – Ed.Saúde Integral) e salvo engano, a Mente Cérebro publicou uma matéria sobre o assunto.

Não seria então “a fotossíntese” humana?

Quanto ao ar, também é um curador milenar (eoloterapia) e sabemos que uma boa respiração faz a diferença, pois o oxigênio é um grande alimento para nosso organismo como um todo. Sem esquecer que nos alimentamos de oxigênio não só pelo pulmão, mas também pela pele e talvez por isso os drs. Luz Tavera-Mendoza e John White ainda dizem em sua pesquisa que pessoas que vivem ao ar livre tem 57% menos possibilidade de ficar doente e 77% de redução de propensão em contrair qualquer tipo de câncer.

Certamente as cores também funcionarão como um nutriente fundamental, mas isto é para pesquisas dos neurocientistas juntamente com a grande e bela complexidade que são os olhos, órgãos responsáveis por enxergarmos as cores.

Mas vamos às práticas:

As pessoas que comem repolho cozido, por exemplo, terão tendência a produzir gases.

Sobre o comer carnes, alimentos cozidos em geral e alimentos vivos crus, é só cada um experimentar a diferença da digestão. Chamo atenção que, para quem começa a mudar a alimentação, a sensação de fome é normal, porém passará com o tempo.

Depois de uma feijoada a tendência é perder energia, o que demonstra o esforço que o organismo faz para digerir.

Há cerca de 20 anos, fiz uma experiência durante 2 anos de alimentar-me apenas com frutas (cruas). Isto me trouxe um esplêndido bem estar além de ter adquirido tanta energia que conseguia trabalhar o dobro do que conseguiam meus colegas, sem cansar-me.

A intuição expandiu de tal maneira que chegava ao ponto de adivinhar pensamentos e intuir acontecimentos. Nesta época escrevia para um determinado jornal, conseguia escrever e raciocinar com tal rapidez que seria impossível para mim com uma alimentação cozida, mesmo vegetariana.

A respiração melhorou, assim como o funcionamento digestivo e de todo o organismo, as doenças se foram…

Também melhorou o humor, a solidariedade, como se o corpo estivesse desintoxicado não só fisicamente, pois a sensação era que os canais energéticos também foram desobstruídos.

O professor Mario Sanchez conta em um dos seus livros que fazendo alimentação crua, reconstituiu parte do seu estômago que havia perdido numa cirurgia.

Para quem quer saber mais, vale à pena conhecer o trabalho da Ana Branco, professora de design da PUC-Rio, que vem pesquisando cientificamente os alimentos vivos (crus) há mais de uma década, juntamente com sua irmã que é médica. Desta maneira, Ana Branco conseguiu elaborar uma culinária saborosa, com atraentes desenhos coloridos, que faz parte das atividades desenvolvidas no LILD -Laboratório de Investigação em Living Design do Departamento de Artes e Design da PUC-Rio.

Juntamente com sua equipe, Ana ensina gratuitamente às 5a. feira no Rio de Janeiro a elaborar os alimentos vivos. Quem quiser conhecer melhor seu trabalho, pode acessar o site: http://wwwusers.rdc.puc-rio.br/anabranc/portugues/home.html

Conhecê-la, assim como sua equipe é boa referência para quem quer ter exemplos vivos de saúde, energia, solidariedade, força e bom humor.

Quem tem dúvida do bem que os alimentos crus podem fazer para o corpo e especialmente ao cérebro é só experimentar durante 30 dias (de preferência com orientação de um profissional experiente), e que voltem para nos contar os resultados.

Vale à pena também acessar os links para ver pesquisas científicas e tirar dúvidas:
How Eating Red Meat Can Spur Cancer Progression: New Mechanism Identified

http://www.sciencedaily.com/releases/2008/11/081113181428.htm

Meat consumption and risk of esophageal and gastric cancer in a large prospective study

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20978481

Can hot dogs cause brain tumors?

(A primeira resposta é negativa, mas depois vem as outras…)

http://nutrition.about.com/od/askyournutritionist/f/hotdogs.htm

Estudo indica que ser magro ajuda a evitar o câncer

http://oglobo.globo.com/vivermelhor/mat/2007/11/01/326986807.asp

Carne vermelha dobra risco de câncer de mama

http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2006/11/061114_carnevermelhacancerfn.shtml

Estudo relaciona consumo de carne vermelha a aumento do risco de câncer de mama

http://www.news.med.br/index.pl?C=A&V=66506F737449443D3131303234266163743D73686F7752656164436F6D6D656E7473

Excesso de carne pode ser responsável por câncer de mama

http://saude.abril.com.br/edicoes/0286/nutricao/conteudo_236176.shtml

A prospective studyof dietary fat and risk of prostate cancer

http://jnci.oxfordjournals.org/content/85/19/1571.abstract

Red meat and alcohol are major cancer causes

http://www.telegraph.co.uk/news/uknews/1567944/Red-meat-and-alcohol-are-major-cancer-causes.html

Estudo associa gene da carne vermelha ao câncer de próstata

http://www1.folha.uol.com.br/folha/reuters/ult112u14647.shtml

Saúde integral

http://www.saudeintegral.com/artigos/por-que-nao-comer-carne.html

http://www.saudeintegral.com/artigos/onde-encontrar-a-proteina-vegetal.html

Suzete Barreto é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos e editora de Saúde Integral.

Solicite palestras e cursos na sua cidade.

Contato: suzete@saudeintegral.com

Sites: www.saudeintegral.com, www.iridologiasp.com.br e www.metodobates.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário