Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

28.1.10

SÍNDROMES DO INTESTINO GROSSO E SALGADO









Síndromes do intestino grosso e delgado

As síndromes do intestino grosso e delgado não estão isoladas da digestão. Apesar da função do intestino delgado de separar alimentos e fluídos em componentes essenciais e resíduos, ele é considerado um órgão yang. Como tal, seus padrões de desarmonia geralmente estão relacionados com uma disfunção em um órgão yin como o coração ou baço.

A raiz de gengibre é usada na Medicina Tradicional Chinesa
Várias formas de gengibre são eficazes no tratamento das síndromes do intestino grosso e delgado

O intestino grosso tem as mesmas funções na Medicina Tradicional Chinesa e na fisiologia ocidental: receber alimentos do intestino delgado, separar os fluídos e liberar o restante como resíduos. Geralmente, as disfunções no intestino grosso envolvem um transtorno em uma dessas atividades, normalmente devido a hábitos alimentares inadequados.

Frio e deficiência do intestino delgado: esse padrão pode surgir em uma deficiência do yang do baço. Os sintomas incluem dor em volta do umbigo (aliviada com pressão e calor), diarréia líquida ou fezes diarréicas, poliúria clara, e um som borbulhante no abdômen. A língua é pálida e apresenta saburra branca, e o pulso é profundo, vazio e lento. Algumas condições correspondentes na medicina ocidental são candidíases, alergias por alimentos, enterite, disenteria crônica ou doenças digestivas relacionadas ao estresse. O tratamento envolve tonificar o yang do baço com moxabustão e calor, e o uso de ervas fortificantes como o ginseng (ren shen) e o gengibre (gan jiang).

Calor excessivo do intestino delgado: o calor excessivo no coração pode ser transferido para o intestino delgado, já que os dois órgãos são equivalentes na relação yin/yang. Quando isso ocorre, os sintomas incluem poliúra escura e quente, sede, ponto vermelho na língua, agitação mental e pulso cheio. Apesar da causa geralmente ser a hiperatividade emocional, o calor excessivo na urina é diagnosticado na medicina ocidental como infecção do trato urinário. O princípio do tratamento é eliminar o calor do coração e do intestino delgado com acupuntura e ervas como Lophatherum (dan zhu ye) e broto de lótus (lian zi xin).

Dor no qi do intestino delgado: normalmente associado com o qi do fígado estagnado, esse padrão exibe distensão e dor no baixo ventre (agravada quando pressão é aplicada sobre ele), distensão e dor na virilha, sons borbulhantes na área abdominal, alívio de dor após passagem de gás, língua pálida com saburra fina branca e pulso profundo e fino. As condições ocidentais correspondentes podem ser hérnia do intestino delgado, colite, alergias alimentares e enterite. Como essa é uma desordem do qi estagnado, a acupuntura e redução do estresse são particularmente úteis no tratamento. A terapia herbária inclui ervas para regular o qi, como Bupleuri (chai hu), raiz de peônia branca (bai shao) e Cyperus (xiang fu).

Calor excessivo do intestino grosso: essa síndrome de excesso é caracterizada por constipação, abdômen inchado e dolorido, febre, diarréia explosiva quente, urina concentrada, sede, língua vermelha com fina saburra amarela, e pulso cheio e rápido. Ela está associada com disenteria bacteriana aguda ou qualquer infecção séria. O tratamento envolve a eliminação do calor excessivo do intestino grosso com ervas purgativas refrescantes como ruibarbo (da huang) e Mirabilite (mang xiao).

Umidade-calor do intestino grosso: esse padrão é similar à síndrome de calor excessivo descrita acima, com a adição da influência da umidade, o que torna a recuperação mais lenta em relação ao calor excessivo simples. A umidade também cria os sintomas adicionais de fadiga, sensação de não ter terminado ao defecar, sangue ou pus nas fezes, febre intermitente, pulso escorregadio e língua com saburra amarela gordurosa. Esse padrão corresponde à disenteria amebiana aguda ou hemorróidas e é tratado com ervas que dissipam a umidade e o calor do intestino grosso, como Coptis (huang lian) e Pulsatilla (bai tou weng).

Intestino grosso preso: esse padrão de excesso apresenta sintomas de inchaço abdominal (cuja dor piora com a pressão), constipação, náusea, vômito, pulso cheio e profundo, e língua com saburra fina branca e gordurosa. Ele é visto em bloqueios intestinais devido a hérnia ou tecido de cicatrização e freqüentemente ocorre em crianças. Geralmente uma intervenção cirúrgica é necessária. Se o bloqueio é apenas parcial, a acupuntura e as ervas purgativas fortes como o croton (ba dou) podem aliviar os sintomas.

Estagnação de calor no intestino grosso: esse padrão de excesso, que combina o calor excessivo com a estagnação do qi e do sangue, causa dor abdominal aguda e constante que se agrava quando uma pressão é aplicada na área, inchaço, constipação ou diarréia, vômito, febre, língua bastante vermelha com fina saburra amarela seca e pulso cheio, fino e rápido. Possíveis diagnósticos ocidentais são: apendicite, diverticulite e disenteria. Esta é uma condição séria e intervenção médica adequada é essencial. Um ponto de acupuntura na perna, conhecido como Lanwei, é específico para apendicite. Como essa condição pode ser causada por fezes endurecidas que bloqueiam o apêndice, o estímulo nesse ponto pode causar a desobstrução, o que explica a eficácia desse ponto no tratamento de apendicite em estágio inicial. O tratamento inclui ervas purgativas e refrescantes como a raiz de ruibarbo (da huang) e ervas como a raiz de árvore de peônia (mu dan pi) para movimentar o qi e sangue estagnados.

Deficiência de fluído do intestino grosso: a deficiência de fluído nessa síndrome pode surgir devido à idade avançada, desidratação após uma doença, parto ou infecções crônicas. Os sintomas são: constipação crônica, boca seca, fezes ressecadas, pulso curto e rápido, e língua vermelha seca com rachaduras. O princípio do tratamento para essa síndrome é eliminar o calor e umedecer os intestinos com ervas como a semente de Cannabis (huo ma ren) e raiz de Rehmannia (sheng di huang).

Frio e deficiência do intestino grosso: esse padrão geralmente resulta da deficiência de yang do baço e seus sintomas são: diarréia líquida não-fétida, dor abdominal aliviada por pressão e aquecimento, sons abdominais borbulhantes, piora dos sintomas após a ingestão de alimento gelado, pulso profundo e fraco e língua pálida e inchada com marcas de dente. O tratamento inclui ervas que tonificam o yang do baço, como o gengibre seco (gan jiang), e moxabustão sobre pontos do abdômen.

Na próxima página você aprenderá mais sobre outro órgão do trato digestivo: o estômago. A medicina chinesa pode ser muito eficaz no tratamento de síndromes estomacais.

Para mais informações sobre a Medicina Tradicional Chinesa, tratamentos, curas, crenças e outros tópicos interessantes, veja os links a seguir.

* Como funciona a Medicina Tradicional Chinesa
* Como tratar distúrbios comuns com a Medicina Tradicional Chinesa (em inglês)
* Medicina Tradicional Chinesa para tosse, resfriado, gripe e alergias (em inglês)
* Medicina Tradicional Chinesa para o sistema digestivo
* Medicina Tradicional Chinesa para alívio da dor
* Medicina Tradicional Chinesa para a saúde geral (em inglês)

Esses dados são apenas informativos. ELES NÃO TÊM O OBJETIVO DE PROPORCIONAR ORIENTAÇÃO MÉDICA. Nem os editores de Consumer Guide (R), Publications International, Ltd., nem o autor e nem a editora se responsabilizam por quaisquer conseqüências possíveis oriundas de qualquer tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. A publicação dessas informações não constitui prática de medicina, e elas não substituem a orientação de seu médico ou de outros profissionais da área médica. Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve buscar ajuda de seu médico ou de outro agente de saúde.








Fonte: Como tudo funciona.






22.1.10

AKRIT JASWAL- O MAIS FAMOSO "INDIGO" CONHECIDO PELA CIENCIA HOJE

Outra Criança Indigo
















AKRIT JASWAL - O MAIS JOVEM CIRURGIÃO DO MUNDO
PARA-HABILIDADES: SUPERMEMÓRIA, INTELIGÊNCIA AMPLIFICADA e DONS DE CURA

Akrit nasceu em 23/04/1993, numa família pobre Rajput da cidade de HIMACHAL PRADESH, na Índia.
Desde a infância, Akrit demonstrou habilidades incomuns: começou a falar no 10° mês de idade; aos 2 anos, começou a ler e escrever, apenas olhando as páginas dos livros; começou a ler avidamente tudo o que chegava às suas mãos; aos 5 anos, começou a ler livros de poesia e peças de Shakespeare; depois desenvolveu uma paixão precoce por livros de medicina, anatomia e cirurgia.
Os professores da sua Aldeia descobriram que Akrit possuía a formidável capacidade da MEMÓRIA FOTOGRÁFICA, jamais esquecia nada e possuía uma voracidade fantástica em aprender cada vez mais.
Aos 6 anos, fazia discursos altamente complexos sobre temas de Medicina, Biologia e Cirurgia, e debatia com médicos adultos qualquer tipo de tema ligado à ciência médica.
ELE MEMORIZOU DE CABEÇA DEZENAS DE TRATADOS MÉDICOS DE MEDICINA, ANATOMIA, FISIOLOGIA E CIRURGIA, que são difíceis de ler até mesmo para os especialistas veteranos dessas áreas!















Akrit solicitou e obteve uma autorização especial para acompanhar e assistir as Cirurgias feitas no Hospital de HIMACHAL.

Aos 7 anos de idade, tornou-se o cirurgião mais jovem do mundo, quando a família de uma menina da aldeia solicitou a sua ajuda para realizar uma cirurgia.
A Menina havia sofrido um acidente e queimado os dedos, que acabaram colando uns nos outros; Akrit apiedou-se da menina e realizou uma Cirurgia extremamente bem-sucedida, que foi filmada e surpreendeu os médicos de todo o Mundo.



















Tornou-se uma celebridade em toda a Índia, e os cientistas começaram a realizar testes em Akrit para desvendar os segredos da sua inteligência... e ele espantou a todos ao obter o grau 146 de QI no seu primeiro teste!!!

Foi convidado pelo governo hindu para estudar na PUNJAB UNIVERSITY aos 11 anos de idade, em 2004.

Akrit logo demonstrou outros poderes, como o dom de curar pessoas apenas colocando as mãos sobre os ferimentos, que ele diagnostica instantaneamente as causas, graças à sua memória fotográfica que identifica os sintomas psicobiofísicos de qualquer enfermidade, apenas olhando de relance os pacientes.

Hoje, ele é estudante da UNIVERSIDADE DE HARVARD nos EUA onde está no 2º ano de um curso de bacharelado em zoologia e botânica; ao mesmo tempo continua com seus estudos autodidáticos sobre medicina e outras áreas da saúde.

O Sonho de AKRIT é encontrar a cura definitiva para o câncer e a AIDS, pois ele declara em suas palestras que já possui milhares de idéias extremamente criativas para a renovação completa da medicina atual e para o tratamento do câncer.

Akrit surpreendeu o mundo todo ao dizer no programa televisivo da apresentadora




















AKRIT é reconhecido hoje como um verdadeiro AVATAR DA MEDICINA na Índia, é visto como um grande MAHATMA que encarnou na matéria para revolucionar completamente a Medicina.

Os parapsicólogos consideram Akrit um dos mais evoluídos MUTANTES PSIÔNICOS da atualidade e a mais famosa das CRIANÇAS ÍNDIGO (Crianças que nascem com superinteligência criativa, como Akiane Kramarik e Boriska) que estão nascendo em todo o mundo para provocar uma mudança radical na ciência humana atual.

REFERENCIAS SOBRE AKRIT JASWAL :

TEXTOS:
http://en.wikipedia.org/wiki/Akrit_Jaswal

http://www.realsuperpowers.com/akrit-jaswal-child-prodigy-child-surgeon

http://www.mymultiplesclerosis.co.uk/misc/akritjaswal.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Akrit_Jaswal

http://forum.autohoje.com/archive/index.php/t-30326.html

http://www.india-forums.com/forum_posts.asp?TID=548701

VÍDEOS:

http://br.youtube.com/watch?v=oQif24jIGWY

http://br.youtube.com/watch?v=gkDx7mRGmyM&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=M9BrgT0s9eQ&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=MLiYyt4NWxU&feature=related

http://br.youtube.com/watch?v=G_9z95ZPnb8&feature=related

TEXTOS: existem dezenas de textos escritos nas línguas indianas e Blogs sobre Akrit = pesquisar no Google.

21.1.10

AUTOCURA

http://maisvoce.globo.com/MaisVoce/0,,MUL1451933-10344,00-VOCE+SABE+O+QUE+E+AUTOCURA.html

CORRER PODE AJUDAR A MELHORAR O FUNCIONAMENTO DO CÉREBRO.









Correr pode ajudar a melhorar o funcionamento do cérebro, aponta estudo

21 de janeiro de 2010 (Bibliomed). A corrida pode fazer mais do que melhorar seu condicionamento físico e cardiovascular. Segundo estudo recentemente publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences, esse exercício pode ter um impacto significativo na função cerebral, melhorando o aprendizado e a memória.

Em testes com ratos, os cientistas observaram que os roedores que, voluntariamente, corriam nas rodinhas apresentavam maior número de células cerebrais e tinham melhor desempenho em testes de aprendizado espacial do que os animais que não se exercitavam. De acordo com os pesquisadores, a corrida tem efeito profundo no hipocampo – área do cérebro responsável pelo aprendizado e pela memória.

O aprendizado espacial é a habilidade de se deslocar em um lugar desconhecido ou de falar a diferença entre dois padrões, enquanto a memória espacial se refere à capacidade de se lembrar da localização ou disposição de objetos no espaço. No caso da pesquisa, os cientistas descobriram que os ratos mais fisicamente ativos tinham uma melhora considerável no aprendizado, sendo mais capazes de perceber a diferença entre os locais de dois estímulos adjacentes idênticos.

De acordo com os autores, essa habilidade demonstrada pelos ratos que corriam nas rodinhas estava intimamente associada com um aumento no crescimento de novas células no hipocampo. Experiências atuais com ratos têm demonstrado repetidamente que correr aumenta o número de novas células cerebrais nesta área, ao contrário da crença que vigorou até o final dos anos 1990, de que não haveria o crescimento de novas células cerebrais após o nascimento.

“Atualmente, as crescentes evidências continuam a revelar que o exercício provoca significativas alterações fisiológicas e estruturais no cérebro que são benéficas para a função cognitiva”, concluíram os autores, recomendando a prática regular de atividades físicas.

Fonte: PNAS Early Edition. 19 de janeiro de 2010.

Copyright © 2010 Bibliomed, Inc.

15.1.10

ESTRATÉGIAS PARA A REDUÇÃO POPULACIONAL DO MUNDO

Por: Wilson Dias, jornalista (DRT/BA 460), escritor e naturoterapeuta (CRT 23.553)

Em 31 de dezembro de 2009, os mais ricos homens do mundo estiveram reunidos nos EUA numa convocação feita por Bill Gates, dono da Microsoft. O assunto em pauta: a redução populacional mundial. Para isso, foram apresentadas três propostas; sendo que uma das propostas sugere a deflagração da Terceira Guerra Mundial até o ano 2014. A segunda proposta sugere a promulgação de um lei de obrigatoriedade, em todos os países do mundo, para a vacinação em massa com a introdução no organismo humano do vírus da gripe suína, cuja metodologia deve ser adotada pelos governantes para implementar ou programar essa obrigatoriedade envolvendo a utilização de ônibus, braceletes equipados com chips e uma estratégia militar que possa garantir o intento. A terceira proposta é a eliminação do mercado de produtos naturais, envolvendo a introdução de ingredientes geneticamente modificados e sem rótulo, além da irradiação de comida e aumento de pesticidas. Para essa finalidade foi criada globalmente uma organização denominada de “Codex Alimentarius”, que vai controlar a produção de alimentos industrializados visando à subnutrição e dizimação dos mais miseráveis entre os seres humanos.

A organização Codex Alimentarius permitirá que sejam adicionadas aos alimentos, substâncias químicas atualmente banidas por 176 países, incluindo o Brasil, Portugal e Estados Unidos. Essas substâncias são conhecidas por causarem câncer de mama, de pulmão e de cérebro, além de doenças cardiovasculares, diabetes e outras doenças tidas como graves. Das doze substâncias proibidas e mortais, sete serão novamente permitidas pela Codex Alimentarius e, estarão presentes em alimentos como ovos, legumes, carnes, cereais, leite e queijos.

SEREMOS TODOS VIGIADOS POR SATÉLITE - Não tem para onde escapar, tudo o que fizermos e onde estivermos será visto e gravado pelo governo mundial. Os satélites já tem tecnologia disponível hoje para isso e a cada momento mais estudos e avanços são implementados para esse fim. As torres de telefonia serão as grandes auxiliares neste propósito. Os ambientalistas e analistas de guerra estão preocupados com o futuro do Planeta, uma vez que, além de os rios, o solo e os vegetais serem envenenados pelo uso indiscriminado de agrotóxicos, temem que o Governo norte-americano venha dizimar a raça humana com o lançamento, no ar, da super-bactéria, uma arma biológica capaz de dar um ponto final na história do homem na Terra.

Super-bactéria biológica – Conhecida como super-bactéria, a “Q-Fever” (Febre-Q), foi produzida em laboratório, pelas Forças Armadas norte-americanas. Essa super-bactéria faz parte do arsenal biológico do Governo norte-americano. Ela é tão potente que bastariam lançar 30 gramas no ar para dizimar 30 bilhões de pessoas, ou seja 5 vezes a população do mundo.

Bill Gates é um dos 13 homens mais ricos do mundo. Ele é reconhecido como um “illuminati” (aquele que é iluminado). Os “illuminati” são membros de uma organização conspiracional que controla os assuntos mundiais secretamente, envolvendo a economia, a política, a religião, a Medicina e os órgãos de comunicação de massa. Toda riqueza do mundo está sendo controlada por apenas treze famílias de illuminati.

O nome Illuminati é algumas vezes empregado como sinônimo de Nova Ordem Mundial, que é organizado por pessoas consideradas “satanistas” por seu nome e suas origens. A palavra "Satan" vem do Hebraico, Shaitan, que quer dizer: “Opositor da igreja” ou da religião, dirigindo-se ao mundo com propostas e pregações equivocadas, com o objetivo primário de unir o mundo em uma única regência - A Nova Ordem Mundial - que se baseia em um modelo político onde todos devem ser iguais.

Ninrode, o construtor da Torre de Babel, foi o primeiro “illuminati”. A Bíblia o aponta como o primeiro rei a governar na Terra e poderoso caçador (Gên. 10: 8-11). Por intermédio dele nasceu a Medicina, a política, as monarquias, as magias negra e branca, a idolatria, a feitiçaria, a bruxaria, a poligamia, a pederastia ou homossexualismo, além da religião pagã. Na sua época ele pregava a união entre os povos que ele denominava de Nova Ordem Social. O objetivo era reunir os povos do mundo inteiro em um só lugar; e para isso construiu a Torre de Babel (Gên. 11: 1-4).

A Nova Ordem Mundial é um conceito sócio-econômico-político que faz referência ao contexto histórico do mundo pós-Guerra Fria. A expressão foi pela primeira vez usada pelo presidente norte-americano Ronald Reagan na década de 1980, referindo-se ao processo de queda da União Soviética e ao rearranjo geopolítico das potências mundiais. Este conceito é muitas vezes usado em trabalhos acadêmicos, notavelmente no domínio das Relações Internacionais, onde se procura traçar cenários realistas, com base em fatos, acerca do impacto de novos elementos da sociedade moderna e de como esta evolui. Um exemplo de um tema nesta disciplina é a chamada revolução dos assuntos militares e religiosos, em que se procura discutir o impacto das novas tecnologias na forma de se fazer a guerra.

Atualmente os illuminati estão trabalhando para o declínio dos EUA e queda da economia norte-americana, e começou com a destruição das Torres gêmeas em 11 de setembro de 2001. Em seu livro, Primeiros Escritos, pág. 276, Ellen White alerta que o povo norte-americano vai cair em extrema pobreza levando-os a comer seus próprios excrementos para não morrer de fome. Os principais economistas e cientistas americanos prevêem uma dissolução nos Estados Unidos com a Rússia pegando o Alasca de volta; o México pegando seu território que foi tomado pelos EUA e os demais Estados se emancipando. A cada dia torna-se mais eminente essa situação. Economistas aconselham os americanos a parar de investir nos bancos e passar a investir em ouro, prata, bronze e até mesmo em carteiras de cigarros que irão se valorizar muito nos próximos anos.
VOCÊ SABIA?



SIMULAÇÃO DE "FEBRE Q" NO CAMPO DE BATALHA EM DUGWAY


Simulação de “Febre Q” no Campo de Batalha em Dugway
"Projeto Whitecoat", nome dado pelo exército norte-americano a uma série de estudos sobre guerra biológica levados a cabo com aproximadamente 2.300 militares Adventistas do Sétimo Dia, desde 1954 até 1973. Há quem prefira traduzir "whitecoat" simplesmente por "uniforme branco" ou "jaleco branco (de laboratorista)", associando o nome do projeto à opção feita por jovens norte-americanos, não-combatentes e adventistas, que foram incentivados pelo Departamento de Jovens da Associação Geral da IASD a trocar o serviço militar pela participação voluntária num programa de pesquisa biológica do exército americano. Em 1952, o Corpo Médico do Exército destacou uma unidade médica em Fort Detrick, e em 1954 esta unidade começou a utilizar soldados Adventistas do Sétimo Dia em sua investigação, presumivelmente nos aspectos defensivos da guerra bacteriológica.
Tom Kopco era um adventista recrutado pelo exército em 1954. Ofereceu-se como voluntário para o Projeto Whitecoat, e estava no primeiro grupo de soldados adventistas "que serviram num projeto experimental de guerra bacteriológica altamente classificado que se levou a cabo em Fort Dugway, Utah", segundo uma declaração assinada por ele em 1989: "Soava como uma boa maneira de servir a meu país e, acima de tudo, o programa estava patrocinado pela Igreja Adventista do Sétimo Dia", escreveu. O projeto era uma experiência de “febre Q” executada em sujeitos de prova humanos no Campo de Provas de Dugway, onde o Exército leva a cabo provas de guerra química e biológica. Foi aqui onde foram enviados muitos dos primeiros voluntários do Projeto Whitecoat.
Kopco e seus parceiros voluntários foram separados em oito grupos, de cerca dez soldados cada um, e transportados a lugares de provas situadas a aproximadamente 40 km, na salina de Utah. Fizeram-nos sentar em cadeiras situadas em diferentes níveis sobre uma alta plataforma de madeira. Ao redor deles havia jaulas com ratos, graciosos, e porquinhos-da-índia. Exatamente após a meia-noite, quando as condições do vento eram favoráveis, os oficiais se punham máscaras anti-gás e a prova começava. Um fresco orvalho carregado do infeccioso vírus da “febre Q” era espalhado por grandes leques ou jogado de aviões sobre os voluntários, segundo se dizia. Após ficarem contagiados, os soldados eram levados de volta a Fort Detrick em avião para serem submetidos a provas e observações. Alguns soldados não foram a Dugway para ser expostos ao contágio porque, em vez disso, inalavam o vírus da “febre Q” por uma máscara facial em Fort Detrick.
Kopco informou ter-se sentido um pouco doente, enquanto outros se sentiram "mortalmente doentes". "Tínhamos que passar por seus alojamentos muito silenciosamente porque o mais ligeiro ruído os deixava loucos", escreveu. Um deles era César Vega, um voluntário do Projeto Whitecoat, de Riverside, Califórnia. Disse que esteve bem durante uma semana após ser contaminado em Dugway, mas que depois caiu doente com uma febre terrível e perdeu a consciência. Acordou dois dias mais tarde, coberto de gelo, numa tentativa do pessoal médico, para lhe baixar a febre. Esteve doente durante as três semanas seguintes. Os experimentos com a “febre Q” em Dugway levaram-se a cabo ao começo do Projeto Whitecoat, enquanto as provas subseqüentes se efetuaram no quartel geral do USAMRIID em Fort Detrick, Maryland.
"Não nos disseram que este era um projeto de 'guerra bacteriológica', como eu entendo que realmente o era", escreveu Harry V. Wiant, Jr., um veterano do Whitecoat que participou das experiências com a “febre Q” em Dugway.
Cobaias humanas
A chegada do Projeto Whitecoat em 1954 correspondia à crescente dependência do Exército dos Estados Unidos de CBW como um componente viável de sua estratégia geral. Após as experiências iniciais com a “febre Q”, o Projeto Whitecoat avançou para outras doenças exóticas como a febre amarela, o antraz, e a tularemia, todas potencialmente fatais. Lester Bartholomew era um jovem adventista de 20 anos quando foi recrutado em meados da década de 1960. Ele contou a The WINDS que se ofereceu como voluntário para o Projeto Whitecoat enquanto estava em treinamento básico em Fort Sam Houston. Após ser transferido à unidade do Whitecoat em Fort Detrick, participou em três projetos nos quais foi contagiado com tularemia, peste negra, e febre de coelhos. Durante o primeiro projeto, contagiou-se respirando de uma máscara facial. As seguintes duas infecções foram-lhe administradas em injeções.
Bartholomew disse que adoeceu gravemente, com febre de 106 graus em certo ponto. Duas semanas depois, o soldado de 18 anos começa a se sentir mal. Febre, dores de cabeça, visão embaçada. O vento do deserto havia carregado bactérias responsáveis por uma doença conhecida como “Q-fever”. O pessoal médico o cobria de gelo e tomava-lhe amostras de sangue com freqüência. Bartholomew foi hospitalizado e recuperou-se, mas experimentava febre recorrente e fadiga após ter recebido alta.
Thomas Ford é outro veterano do Whitecoat que foi infectado com tularemia. Ele também se recuperou após ser hospitalizado, mas, após receber alta, experimentou uma recaída de "febre alta, calafrios e mal-estar", bem como "latidos rápidos crônicos". Aproximadamente 2.300 adventistas estiveram envolvidos no Projeto Whitecoat entre 1954 e 1973. O exercito norte-americano usou soldados adventistas como cobaias humanas pelo envolvimento ou comprometimento da IASD com o Governo americano e com a Medicina acadêmica.
Fonte: http://www.adventist.org/news/data/2000/7/966918509/index.html.es

13.1.10

ELLEN WHITE REFORMADORA DE SAÚDE














Experiência de Ellen White Como Reformadora de Saúde

Elaborado por Pastor Eduardo Camargo

Apêndice I do Livro Conselhos Sobre o Regime Alimentar

A Primeira Visão Quanto à Reforma de Saúde

Foi na casa do irmão A. Hilliard, em Otsego, Michigan, a 6 de junho de 1863, que me foi exposto em visão o grande tema da reforma de saúde.

Obra Progressiva

O Senhor expôs perante mim um plano geral. Foi-me mostrado que Deus daria ao Seu povo que guarda os Seus mandamentos uma reforma alimentar, e que quando eles a recebessem, suas enfermidades e sofrimentos deveriam diminuir grandemente.

Aceitação Individual da Mensagem

Aceitei a luz quanto à reforma de saúde ao ser-me ela comunicada. Tem sido grande bênção para mim. Tenho hoje melhor saúde, não obstante achar-me com setenta e seis anos de idade, do que tinha em meus tempos juvenis.

Após um Ano - os Benefícios

Por anos pensei que, para ter resistência, dependia de um regime cárneo. Comia três refeições ao dia até alguns meses atrás. Tem-me sido muito difícil ir de uma a outra refeição sem uma sensação de fraqueza no estômago, e vertigens na cabeça.

Tenho sofrido, porém, grandemente, por falta de alimento entre o desjejum e o almoço, desfalecendo com frequência. O comer carne removia provisoriamente esse desfalecimento. Concluí, portanto, que no meu caso a carne era indispensável.

Mas desde que o Senhor me apresentou, em junho de 1863 a questão do comer carne em relação com a saúde, deixei o uso desse alimento.

Durante algum tempo, foi bastante difícil gostar de pão, que antes pouco me apetecia. Perseverando, todavia, cheguei a consegui-lo. Tenho vivido cerca de um ano sem carne.

No entanto, minha saúde nunca foi melhor que nos últimos seis meses. Meus anteriores desfalecimentos e vertigens desapareceram.

Tomamos o desjejum às sete, e almoçamos a uma. É raro eu sentir qualquer debilidade. Meu apetite fica satisfeito. Como com mais gosto que nunca.

A Batalha Pela Vitória

Sofri intensa fome - eu era grande comedora de carne. Mas, quando desfalecida, punha os braços sobre o estômago, e dizia: "Não provarei um bocado. Hei de comer alimento simples, ou não comerei absolutamente."

Ao fazer essas mudanças, tive combate especial a travar. As primeiras duas ou três refeições, não me foi possível comer. Disse a meu estômago: "Hás de esperar até que possas comer pão." Dentro em breve pude comê-lo, e pão integral também. Este eu não podia comer anteriormente; agora, porém, gosto dele, e não tenho tido perda de apetite.

Regime Simples, mas Apropriado

Como o suficiente para satisfazer às necessidades da natureza; quando me levanto da mesa, porém, meu apetite é tão bom como quando me sentei. E ao chegar a próxima refeição, estou pronta para tomar minha porção, e nada mais.

Uma Mesa Bem Provida

Tenho em todas as ocasiões uma mesa bem provida. Não faço mudanças para visitas, sejam crentes ou incrédulos. Pretendo nunca ser tomada de surpresa pelo despreparo em receber de uma a seis pessoas que chegarem de improviso.

Nem manteiga nem alimentos cárneos de qualquer espécie vêm à minha mesa. Raramente aí se encontra bolo. Tenho geralmente ampla provisão de frutas, bom pão e verduras. Nossa mesa é sempre bem frequentada, e todos os que participam do alimento passam bem e melhoram com ele.

Enfrentando Dificuldade e as
Resultantes Transigências

Pensava-se que o alimento cárneo me daria vitalidade, e este era, portanto, meu principal artigo de alimentação. Em vez de adquirir forças, porém, tornei-me cada vez mais fraca.

Desmaiava muitas vezes de exaustão. Veio-me luz, mostrando o dano que homens e mulheres estavam causando às faculdades mentais, morais e físicas pelo uso da carne.

Cortei imediatamente a carne de meu cardápio. Depois disto fui por vezes colocada em situações em que me senti compelida a comer um pouco de carne.

Final Compromisso Quanto à Total
Abstinência de Carne

Desde a reunião campal de Brighton (janeiro de 1894) bani absolutamente a carne de minha mesa. Está entendido que, quer eu esteja em casa quer lá fora, nada dessa espécie deve ser usado em minha família, ou vir à minha mesa.

Um Ano Após o Avançado Passo

Temos uma família grande, e além disto, muitos hóspedes, mas nem carne nem manteiga é posta na mesa. Usamos a nata do leite de vacas que nós mesmos alimentamos.

Dois Anos Após o Avançado Passo

Tenho uma grande família, que chega muitas vezes a dezasseis pessoas. Há nela homens que trabalham no arado e que derrubam árvores. Esses têm mais vigoroso exercício, mas nem uma partícula de carne é posta em nossa mesa.

Todos os que chegam à minha mesa são bem-vindos, mas diante deles não ponho carne. Cereais, verduras, e frutas frescas ou em conserva, constituem nosso cardápio.

Alimento Simples

Minha saúde é boa. Excelente o apetite. Verifico que, quanto mais simples a comida, e quanto menos variedades eu como, tanto mais forte me sinto.

Seguindo a Luz em 1903

Como apenas duas refeições por dia, e sigo ainda a luz a mim comunicada trinta e cinco anos atrás. Não uso carne. Quanto a mim, assentei a questão da manteiga. Não a uso.

Estou com setenta e cinco anos; mas escrevo tanto como sempre escrevi. Tenho boa digestão, e meu cérebro é claro. Nosso cardápio é simples e saudável. Não temos à mesa manteiga, nem carne, nem queijo, nem misturas gordurosas de alimento.

A Família não Obrigada por Rígidas Regras

Por meses meu principal artigo de alimentação tem sido macarrão bem fino e tomates em conserva, cozidos juntamente. Como isto com torradas. E então como também frutas cozidas, e às vezes torta de limão. Milho seco, cozido com leite ou um pouco de nata, é outro prato que uso às vezes.

Mas os outros membros de minha família não comem as mesmas coisas que eu. Não me ponho como critério para eles. Deixo cada um seguir suas idéias quanto ao que é melhor para si. Não obrigo a consciência de outros pela minha.

Uma pessoa não pode ser critério para outros em questão de comida. Impossível é fazer uma regra para ser seguida por todos. Há em minha família pessoas muito amantes de feijão, ao passo que, para mim, ele é veneno.

Nossa mesa é posta duas vezes por dia, mas se há pessoas que desejem alguma coisa à noitinha, não há nenhuma regra que os proíba de obtê-la. Ninguém se queixa nem sai da mesa insatisfeito.

Essa luz me tem sido uma grande bênção. Tomei posição como praticante da reforma de saúde, sabendo que o Senhor me fortaleceria. Tenho hoje melhor saúde do que na juventude, apesar da minha idade.

10.1.10

LIMPEZA DOS INTESTINOS










(como fazer)
Por: Wilson Dias

São os intestinos o ponto de apoio de toda enfermidade. Diante disso, o tratamento de rejuvenescimento ou voltado para a restauração da saúde e da vida deve começar pela limpeza dos intestinos, uma vez por semana, durante 2 meses, com administração de purgantes, laxantes, lavagem intestinal, ou jejuns terapêuticos, atendendo recomendação de Jesus que diz: "Limpa primeiro o Interior... para que também o seu exterior fique limpo” (Mat.23:26). Sem essa limpeza intestinal, ou prática de Jejuns periódicos, fica quase impossível haver uma mudança do regime cárneo para o regime vegetariano, como também, fica quase impossível a recuperação do doente, observa Ellen White, em alguns de seus livros sobre saúde.

Algumas pessoas começam o regime vegetariano, e voltam a comer carne, porque não seguiram a recomendação do Grande Médico, no sentido de fazer a limpeza periódica do interior do corpo, para eliminar as toxinas das entranhas e do sangue. Sabemos que sujeira atrai mais sujeira. Sem limpeza, não há mudança de hábitos, nem purificação do corpo e da alma (o sangue). A maioria das pessoas tem o sangue sujo ou envenenado, e envelhecem precocemente, porque não fazem, periodicamente, a limpeza do cólon intestinal.

Eis algumas dicas de purgantes naturais e lavagem intestinal para quem deseja limpar o templo do Espírito Santo, que é o corpo:

a) Bater no liquidificador, e tomar imediatamente, ao deitar, ou ao despertar, uma vez por semana, durante 2 meses, a seguinte mistura:

- 1 copo de suco puro de laranja, 8 ameixas-secas e uma fatia de mamão. Depois de coar, adicionar 10 colheres de leite de magnésio e tomar.

b) Tomar, ao despertar, semanalmente, durante 1 mês, um copo de suco de mastruço, contendo 5 colheres de óleo de rícino. Este purgante limpa os intestinos, pulmões e fígado, como também, elimina vermes e lombrigas. Muito ideal para desintoxicar todo o organismo.

c) Tomar, ao despertar, semanalmente, durante 6 semanas, um copo de chá de sene, contendo 2 colheres (de sopa) de óleo de rícino. Este purgante, além de limpar os intestinos, é recomendado para quem deseja emagrecer.

d) Usar a cada dez dias, durante 4 a 6 semanas, lavagem dos intestinos via retal, contendo um litro de água amornada, suco de um limão e uma colher de sal marinho. Esta lavagem deve ser administrada em pessoas magras e de baixa estatura. Em caso de vermes e lombrigas, a lavagem pode ser preparada com chá de hortelã miúdo e macela.

e) Usar durante 3 dias consecutivos, lavagem dos intestinos, via retal, preparada com um litro de água fervente, 2 colheres de café (não pode ser solúvel ou nescafé) e uma colher de sal. Aplicar quando estiver morna. Esta lavagem retal é recomendada para pessoas portadoras de enfermidades do fígado e do baço.

Depois de limpos os intestinos, devem evitar intoxicá-los novamente com alimentos cárneos ou antinaturais. É dentro deste pensamento que Jesus recomendava aos doentes que Ele os curava: "Olha que já estás curado; não peques mais, para que não te suceda cousa pior" (João 5:14).

Cristo sabia que os doentes de Israel encontravam-se naquele estado por conta dos seus erros alimentares. Quando Ele recomendava ao doente: "Não peques mais"; Ele estava pedindo não mais voltar aos hábitos prejudiciais antigos. Quanto aos líderes religiosos da época, Jesus os chamou de “cemitérios ambulantes”. Levando-se em conta a sua intemperança no comer, no beber, no pensar e no agir, os professores de teologia e líderes da igreja judaica foram considerados por Jesus como "sepulcros caiados: por fora com bela aparência, mas por dentro cheios de ossos dos (animais) mortos e toda espécie de podridão" (Mat. 23:27) .




NOZES PECAN

O chá de cascas de nozes pecan combate tumores (câncer em geral), mesmo estando o doente em fase terminal, se tomado em substituição à água, dois litros por dia. Combate, também, colesterol, diabete, doenças infecciosas, respiratórias, do sistema nervoso e circulatório, como colesterol, trombose, coágulos, bloqueio das artérias, evitando pontes de safena, insuficiência cardíaca, hipertensão, bronquite asmática, hepatite, úlceras gástricas, infecção urinária, úlcera varicosa, feridas no útero, doença de chagas, mal de Parkinson, doenças da próstata, reumatismo no sangue, cirrose hepática, hepatite, corrimento vaginal, prisão de ventre, enfisema pulmonar, doenças renais, da bexiga dos ovários.

Como preparar o chá: coloca-se dois litros de água para ferver e adicionar 2 colheres das de sopa das cascas moídas, e deixar ferver por mais 2 minutos. Desligar o fogo e deixar o chá abafado até esfriar. Tomar naturalmente, sem coar, em substituição à água, pelo período de 20 dias. Descansar 8 dias e voltar a tomar mais 20 dias, em 5 etapas.




MACONHA PODE COMBATER DOENÇAS

Por: Wilson Dias*

Conhecida também como “erva maldita”, bengue, fuminho, fumo-de-angola, ganja, haxixe, mato, baseado e marijuana, além de cânhamo, a maconha “Cannabis sativa” é uma erva tóxica de uso proibida pelas autoridades policiais e usada como narcótico pelos seus viciados. O cigarro desta erva causa insônia, excitação nervosa, irritação, ansiedade, tensão e dilatação das pupilas, além de olhos vermelhos.

No futuro, a Medicina deverá usá-la como remédio nos casos de asma, bronquites, AIDS, dores musculares e articulares, câncer e esclerose múltipla. Estudos nesse sentido estão sendo feitos na Holanda, onde já se usam a raiz da droga na forma de chá e xarope, para a cura da asma e bronquite asmática.

Na Europa medieval os médicos receitavam a raiz da maconha para combater reumatismo, gota, artrite e outras doenças dolorosas. A Medicina Natural estudada cientificamente descobriu que aplicando sobre a pele o pó da raiz da maconha com óleo de andiroba e manteiga, cura queimaduras, sem deixar marcas ou quelóides.

Já preparei tinturas e xaropes com a raiz da maconha, e comprovei sua eficácia no tratamento de epilepsias, convulsões, asmas e certos tipos de glaucoma. Ficou constatado que o uso da raiz da chamada “erva maldita” combate as náuseas ou efeitos do tratamento do câncer pala quimioterapia ou pela radioterapia. Enquanto na Europa a Cânhamo (maconha) é objeto de pesquisa pela ciência médica, já no Brasil, a posse dessa erva é ilegal.
_______________
* WILSON DIAS, CRT/SP 23.553; CRT/BA 522-05
Naturoterapeuta, Jornalista, Escritor e pesquisador de assuntos sobre origem, fundamento e filosofias das religiões.
Fez Bacharelado em Medicina Integrativa em Naturopatia, pela FAMET.
- Presidente da Associação Baiana de Medicina Natural e Preventiva (ABMNP).
- Presidente da Associação dos Reformadores da Saúde Integral no Brasil (ARSIB).
- Delegado do Conselho dos Terapeutas da Bahia.
Celular: (74) 8102-0013 – Atende pela manhã; (74) 8813-6566 – Atende à tarde
E-mail: wilson_terapeuta@hotmail.com; Site: www.terapeutanatural.com.br
Se precisar de ajuda, encomende um Guia de Avaliação da Saúde à Distância

3.1.10

TERAPEUTAS REALIZARAM PROEZAS EM PONTO NOVO/BAHIA



Veriador: Carlos Luciano de Jesus.






Terapeutas oriundos de Juazeiro, Curaçá, Senhor do Bonfim, Sobradinho e Capim Grosso, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde, ocuparam no dia 2 de janeiro/2010, os postos de saúde, em Ponto Novo, distante 293 km de Salvador, para prestar atendimento gratuito à população carente do Município, em comemoração ao Dia Municipal da Terapia Holística. Foi um sábado de operações maravilhosas. As pessoas praticamente inválidas, com problemas de coluna, dores artríticas e enxaquecas, que eram impossibilitadas de andar, foram conduzidas da zona rural até aos postos de saúde da sede do Município, pelo vereador Carlos Luciano Rocha de Jesus, para serem submetidas às terapias da chamada Medicina Alternativa e, miraculosamente, saíam dos núcleos de atendimento felizes, sem dores, como se nunca tiveram problemas de saúde.

O vereador Carlos Luciano de Jesus, autor do Projeto de Lei que criou o Dia Municipal da Terapia Holística, em Ponto Novo, se disse satisfeito com os resultados positivos da comemoração da data, “pois, minha vida como vereador sempre foi voltada para servir os munícipes e amigos que me conduziram à Câmara Municipal, transportando o povo sofrido da zona rural aos médicos, mas nunca vi tantas maravilhas operadas pelos terapeutas holísticos. Só vendo para crer: pessoas inválidas andando de muletas e de bengalas, ou sendo conduzidas de macas à presença desses profissionais não-médicos, sendo restabelecidas apenas com o toque dos dedos em pontos vitais do corpo humano, sem que haja necessidade de usar um comprimido sequer. As pessoas que lêem a Bíblia vêem a imagem de Jesus na pessoa desses homens; pois, eles imitam o Mestre atuando como Ele atuou quando esteve neste mundo, aliviando a humanidade sofredora usando meios alternativos de cura”.

Ressaltando, o vereador autor do Projeto de Lei que criou o Dia Municipal da Terapia Holística, disse que vai entrar no Legislativo local com outro Projeto de Lei para a contratação de terapeutas da saúde holística, para atuarem nos postos de saúde como auxiliares dos médicos e, por esse meio, aqueles que aderem a Medicina Natural Alternativa possam ter o direito de escolher o tipo de terapia a que desejam ser submetidos. “Acredito que esse Projeto será como o primeiro, que foi aprovado por unanimidade pelos nove vereadores do Município, uma vez que temos um Legislativo composto de homens preocupados com o bem-estar dos nossos munícipes”.

Maior Apoio – A secretária municipal da Saúde, Fabiane Azevedo Maia de Oliveira, visitou os postos de saúde do Município, para acompanhar a atuação dos terapeutas e, satisfeita com o que presenciou, prometeu maior apoio no próximo evento, que acontecerá em 27 de setembro, quando se comemora o Dia Nacional do Terapeuta Holístico.

Foram estes os profissionais que atuaram em Ponto Novo, em 2 de janeiro – Dia Municipal da Terapia Holística: Wilson Dias, terapeuta em iridologia e quiropraxia; Gilvan Brasil, iridologista; Albertino Almeida, terapeuta naturista; Wilma Duarte, técnica em enfermagem e terapeuta em nutrição natural; Wellington Dias, terapeuta em massoterapia; Edízio Lino, terapeuta em aconselhamento; Rita de Cássia e Leoni Silva, terapeutas em fitoterapia.

APELO – Todos os municípios brasileiros devem seguir o exemplo da Câmara Municipal de Ponto Novo-Ba., aprovando um Projeto de Lei para a criação do Dia Municipal da Terapia Holística, como também, o Dia do Terapeuta Holístico cuja data foi estabelecida em 27 de setembro, pela Associação Baiana de Medicina Natural e Preventiva (ABMNP).
Terapeutas realizaram proezas em Ponto Novo

Terapeutas oriundos de Juazeiro, Curaçá, Senhor do Bonfim, Sobradinho e Capim Grosso, com apoio da Secretaria Municipal de Saúde, ocuparam no dia 2 de janeiro/2010, os postos de saúde, em Ponto Novo, distante 293 km de Salvador, para prestar atendimento gratuito à população carente do Município, em comemoração ao Dia Municipal da Terapia Holística. Foi um sábado de operações maravilhosas. As pessoas praticamente inválidas, com problemas de coluna, dores artríticas e enxaquecas, que eram impossibilitadas de andar, foram conduzidas da zona rural até aos postos de saúde da sede do Município, pelo vereador Carlos Luciano Rocha de Jesus, para serem submetidas às terapias da chamada Medicina Alternativa e, miraculosamente, saíam dos núcleos de atendimento felizes, sem dores, como se nunca tiveram problemas de saúde.

O vereador Carlos Luciano de Jesus, autor do Projeto de Lei que criou o Dia Municipal da Terapia Holística, em Ponto Novo, se disse satisfeito com os resultados positivos da comemoração da data, “pois, minha vida como vereador sempre foi voltada para servir os munícipes e amigos que me conduziram à Câmara Municipal, transportando o povo sofrido da zona rural aos médicos, mas nunca vi tantas maravilhas operadas pelos terapeutas holísticos. Só vendo para crer: pessoas inválidas andando de muletas e de bengalas, ou sendo conduzidas de macas à presença desses profissionais não-médicos, sendo restabelecidas apenas com o toque dos dedos em pontos vitais do corpo humano, sem que haja necessidade de usar um comprimido sequer. As pessoas que lêem a Bíblia vêem a imagem de Jesus na pessoa desses homens; pois, eles imitam o Mestre atuando como Ele atuou quando esteve neste mundo, aliviando a humanidade sofredora usando meios alternativos de cura”.

Ressaltando, o vereador autor do Projeto de Lei que criou o Dia Municipal da Terapia Holística, disse que vai entrar no Legislativo local com outro Projeto de Lei para a contratação de terapeutas da saúde holística, para atuarem nos postos de saúde como auxiliares dos médicos e, por esse meio, aqueles que aderem a Medicina Natural Alternativa possam ter o direito de escolher o tipo de terapia a que desejam ser submetidos. “Acredito que esse Projeto será como o primeiro, que foi aprovado por unanimidade pelos nove vereadores do Município, uma vez que temos um Legislativo composto de homens preocupados com o bem-estar dos nossos munícipes”.

Maior Apoio – A secretária municipal da Saúde, Fabiane Azevedo Maia de Oliveira, visitou os postos de saúde do Município, para acompanhar a atuação dos terapeutas e, satisfeita com o que presenciou, prometeu maior apoio no próximo evento, que acontecerá em 27 de setembro, quando se comemora o Dia Nacional do Terapeuta Holístico.

Foram estes os profissionais que atuaram em Ponto Novo, em 2 de janeiro – Dia Municipal da Terapia Holística: Wilson Dias, terapeuta em iridologia e quiropraxia; Gilvan Brasil, iridologista; Albertino Almeida, terapeuta naturista; Wilma Duarte, técnica em enfermagem e terapeuta em nutrição natural; Wellington Dias, terapeuta em massoterapia; Edízio Lino, terapeuta em aconselhamento; Rita de Cássia e Leoni Silva, terapeutas em fitoterapia.

APELO – Todos os municípios brasileiros devem seguir o exemplo da Câmara Municipal de Ponto Novo-Ba., aprovando um Projeto de Lei para a criação do Dia Municipal da Terapia Holística, como também, o Dia do Terapeuta Holístico cuja data foi estabelecida em 27 de setembro, pela Associação Baiana de Medicina Natural e Preventiva (ABMNP).




Wilson Dias
Terapeuta HolísticoBAHIA