Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

30.12.09

POR QUE OS LÍDERES RELIGIOSOS TÊM RAIVA DOS REFORMADORES DA SAÚDE DA PRÓPRIA IGREJA?


Por: Wilson Dias*
Em todas as igrejas evangélicas, especialmente na igreja adventista do sétimo dia, os líderes religiosos discriminam e perseguem os terapeutas da saúde não-médicos que congregam entre eles. Na verdade, eles não têm raiva dos terapeutas holísticos; eles têm medo! E para esconder esse medo eles projetam a raiva promovendo o preconceito e a discriminação. Esse clima de raiva foi criado na igreja adventista por um grupo de médicos e pastores norte-americanos da própria denominação religiosa que estão comprometidos com a Medicina Alopata. Eles criaram os VOTOS SOBRE SAÚDE DA IASD, através dos quais a igreja incentiva o corporativismo médico e a reserva de mercado, além de defender o uso de drogas medicamentosas, apoiando e protegendo os “cartéis de medicamentos”.

A raiva sempre é uma tentativa de esconder o medo. E que medo é esse dos médicos e pastores adventistas?

- A questão é que a Medicina Holística que foi criada pelo médico grego Hipócrates, em 420 antes de Cristo, está crescendo, ou seja, voltando a ser usada pelos seres humanos como foi até o ano 200 depois de Cristo. Para evitar esse crescimento, os médicos adventistas vêm usando todo tipo de estratégia na tentativa de barrar o avanço dos métodos naturais da chamada Medicina Alternativa. Uma das estratégias foi a criação dos Votos Sobre Saúde da IASD compostos de “sofismas e especulações” em torno da acupuntura e da iridologia, cujo objetivo é desestimular as pessoas das práticas alternativas e prendê-las à Medicina Convencional. Senão vejamos o que reza o artigo terceiro do Voto aprovado em 1996, pela Associação Geral da IASD:

Art. 03. Cremos que o Senhor tem dado ao homem recursos e poder mental para incrementar o conhecimento nas áreas de biologia, fisiologia e nos mecanismos causadores da enfermidade. Por essa razão, cremos que o desenvolvimento da Medicina Científica deve ser incorporado ao trabalho Médico-Missionário...
Este artigo é uma amostra da falta de entendimento ou discernimento na Palavra de Deus! Parece até que os médicos autores do texto desses VOTOS, que têm mais cheiro de “ditadura religiosa”, desconhecem os verdadeiros princípios da reforma de saúde, como também o verdadeiro pensamento da igreja e o principal objetivo da Obra Médica-Missionária. Ellen White, no seu livro Medicina e Salvação, pág. 24 e 25, explica que “A verdadeira Obra Médica-Missionária é de origem celeste. Ela não é originada de qualquer pessoa que vive neste mundo. Essa obra é de origem divina, e tem uma missão muito gloriosa a cumprir. Sou instruída a dizer que Deus fará com que a Obra Médica-Missionária seja purificada da mancha do mundanismo, e levada à sua verdadeira posição diante do mundo. O objetivo de nossa missão é o mesmo objetivo da missão de Cristo. O propósito de Deus ao confiar a homens e mulheres a missão que Ele confiou a Cristo é libertar Seus seguidores de todo o procedimento mundano: o uso de drogas e cirurgias desnecessárias, e dar-lhes uma obra idêntica à que Cristo realizou” – conclui a profetisa dos adventistas.
A Medicina Convencional está longe de preencher esses requisitos estabelecidos por Deus, através da pena inspirada. Referindo-se à verdadeira Obra Médica-Missionária, que o Senhor programou para Seu povo, Ellen White assim escreveu, em Medicina e Salvação, pág. 61: “O povo que guarda os mandamentos de Deus não deve unir-se com o mundo (pela prática da ciência médica humana) para manter os vários ramos da Obra (médica-missionária) segundo os planos do mundo e a sabedoria deste”, recomenda a pena inspirada.
Desonrando a Deus - Querer incorporar ao trabalho Médico-Missionário a Medicina Convencional ou científica tão combatida pelo Espírito de Profecia; isto representa um desacato à pena inspirada e uma desonra a Deus. O Senhor já está sendo desonrado pelos 150 hospitais da Obra adventista, num total de 18 mil leitos, em todo o mundo. A saúde adventista se envolveu com o Governo norte-americano, que contribui com 66% do orçamento. Com isso, a Obra Médico Missionária passou a ser "o braço direito" do Departamento de Estado dos EUA. Nossas instituições de saúde, além de usaram imagens de escultura, praticam os meios de cura que foram originados do paganismo, da feitiçaria, da bruxaria, da idolatria e da astrologia. Desprezando os princípios de saúde e enaltecendo a Medicina mundana que nasceu na Caldéia e foi desenvolvida no Egito (Revista Teológica do IAENE, edição de Julho/Dezembro de 1999, pág. 74 e 75; O Apocalipse Revelado, pág. 33-35), a IASD vem desonrando a Deus.
O que se percebe é que os líderes religiosos estão mais preocupados em defender o corporativismo médico com seus “cartéis de medicamentos” e a reserva de mercado, como também os exames laboratoriais que nem sempre são exatos, além do uso de drogas venenosas ou medicamentosas, em detrimento do bem-estar dos membros da igreja. Eles estão atropelando a Palavra de Deus que diz: “Amado, desejo que te vá bem, em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai à tua alma” (III João 2).

Quando Cristo esteve nesta Terra ele nunca ministrou drogas ao efetuar curas, nem encaminhou algum doente a um consultório médico. Também, hoje não indicaria os médicos do SUS para tratamento de saúde, porque Deus não aprova o uso de drogas. Ellen White diz que “Jesus não usou nem recomendou medicações compostas de drogas”, e sim, sancionou o emprego de remédios simples e naturais, como: a argila, a água (hidroterapia), a massoterapia (o toque digital), a saliva, a imposição das mãos e outros remédios providos por Deus através da Sua Farmácia, que é a Natureza. Estas lições são para nós, e devem ser observadas por todos os que queiram conservar a saúde (Conselhos Sobre Saúde, pág. 30 e 31).
Veja o que escreveu Paulo sobre os “sofismas e especulações” que se criaram na IASD, através dos Votos Sobre Saúde: "Porque chegará uma época quando as pessoas não ouvirão a verdade, mas andarão de um lado para outro procurando mestres que lhes digam apenas aquilo que desejam ouvir. Não ouvirão aquilo que a Bíblia diz, mas seguirão alegremente suas próprias idéias desorientadas" (Bíblia Viva - II Timóteo 4: 3 e 4)
Medo e Raiva - Existem pessoas que riem somente para que possam conter as lágrimas. Quando ri, você esquece as mágoas; então as lágrimas são contidas. Na raiva, o medo permanece oculto. É o medo que mantém as pessoas fechadas e agressivas. As pessoas que têm medo não conseguem ouvir você – elas têm medo de ouvir. E a raiva delas é, na verdade, o medo ao contrário. Só uma pessoa com muito medo pode ficar imediatamente zangada. Se ela não ficar com raiva, você poderá ver o medo dela. A raiva encobre o medo. Ao ficar com raiva, ela está tentando deixar você com medo. O único jeito é deixar você com medo, aí ela fica à vontade. Você fica com medo e ela não – e não há por que ficar com medo de uma pessoa que está com medo, não é verdade?

A raiva e calúnia dos líderes religiosos para com os terapeutas holísticos é uma tentativa de enganar a si próprias. A raiva é o medo de ponta-cabeça. É sempre o medo que está escondido atrás da raiva; o medo é o outro lado da raiva. Sempre que você fica com medo, o único jeito de escondê-lo é ficar com raiva, pois o medo deixará você exposto. A raiva criará uma cortina à sua volta, atrás da qual você pode esconder seu medo. O medo de alguém descobrir que você está errado leva você a descarregar a raiva sobre a pessoa que está com a razão. Foi isso que levou o clero católico a queimar vivos 690 mil médicos holísticos da escola de Hipócrates, no século II, além de 100 milhões de cristão, na Idade Média, num período 1.260 anos, ou seja, de 538 a.C. até 1798 da nossa era.

Justificando a Raiva - O maior medo dos médicos e pastores adventistas é de que os membros da igreja descubram que eles estão errados em apoiar e defender as práticas médicas que envolvem o uso de drogas venenosas nos tratamentos de saúde e o uso de radiações perigosas de que os adventistas se expõem nos diagnósticos médicos. Por outro lado, a igreja adventista recebeu da parte de Deus, através de Ellen White, os maiores princípios de saúde que até agora nenhuma instituição médica tem pleno conhecimento. Nesses princípios da saúde adventista estabelecidos pelo Criador do homem estão envolvidas também as terapias naturais ou alternativas. E para que o Seu povo não fizesse uso de tratamentos agressivos ao organismo, Deus induziu Ellen White a incentivar a igreja para implantar um Centro de Tratamento Natural para a formação de médicos naturistas. Esse Centro foi fundado em 1906, e formou médicos naturopatas até a Segunda Guerra Mundial. Atualmente, transformado em Universidade, a Escola Médica de Loma Linda, situada ao Sul da Califórnia (EUA) está entre os quarto maiores centros mundial de formação de médicos alopatas. Como os nossos dirigentes estão agindo contrários à Bíblia e ao Espírito de Profecia e, temendo serem desmascarados pelos membros da igreja nessa questão da saúde, médicos e pastores adventistas escondem esse medo projetando a raiva contra os que desenvolvem a Medicina Natural. Ler II Crôn. 16:12; Jó 13:4; Mar. 5:26; II Reis 1:1-4; Jer. 46:11; Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 50-58; Medicina e Salvação, pág. 259; Mensagens Escolhidas, vol. 2, pág. 289; Temperança, pág. 84, 85 e 88; Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 371. Essas fontes discordam da Associação Geral no seu apoio à Medicina científica. Os líderes, por serem na sua maioria intemperantes ou glutões, sentem sua autoridade ameaçada com a presença dos reformadores da saúde, na igreja, e por essa razão descarregam sua raiva para esconder o seu medo.
Guerra de idéias - Essa raiva é justificada através dos VOTOS SOBRE SAÚDE da IASD, publicados pela Associação Geral, em 1996. Através desses votos alguns pastores e anciãos da igreja adventista do sétimo dia sentem a necessidade de promover guerra contra os próprios membros que usam ou apóiam a iridologia e outras práticas da chamada “Medicina Alternativa”. Isso só serviu para gerar entre os membros da igreja muita discórdia, confusão e desconfiança, e também, despertou o espírito de ódio, do preconceito, discriminação e perseguição que no passado teria se apossado dos fariseus. Ao que me parece, os Votos Sobre Saúde da IASD saíram da cabeça do diabo, pois Deus não é de confusão, nem o autor de divergências ou contendas. Atualmente, segundo Ellen White, os membros de igreja vêm sendo enganados pelos seus próprios líderes, que ensinam o povo a confiar em métodos mundanos de invenção humana em vez de por a confiança no Senhor Deus de Israel (Mensagens Escolhidas, vol. 2, pág. 129).

Se Ellen White vivesse hoje, ela se decepcionaria com a liderança da igreja e repudiaria essa atitude anti-bíblica da Associação Geral. Aliás, em Eventos Finais, pág. 44, a profetisa já teria escrito: “A própria Associação Geral se está corrompendo com sentimentos e princípios errôneos”. E diz mais: “Faz alguns anos que eu considerava a Associação Geral como a voz de Deus. Isso desses homens se encontrarem num lugar sagrado, para serem como a voz de Deus para o povo, conforme antes acreditávamos ser a Associação Geral - é algo que já passou; essa instituição não é mais a voz de Deus” (Boletim da Conferência Geral, 3 de abril de 1901, pág. 25; e Eventos Finais, pág. 45).
___________________________
* WILSON DIAS, CRT/SP 23.553; CRT/BA 522-05
Naturoterapeuta, Jornalista, Escritor e pesquisador de assuntos sobre origem, fundamento e filosofias das religiões.
Fez Bacharelado em Medicina Integrativa na área de Naturopatia, pela FAMET.
- Presidente da Associação Baiana de Medicina Natural e Preventiva (ABMNP).
- Presidente da Associação dos Reformadores da Saúde Integral no Brasil (ARSIB).
- Delegado do Conselho dos Terapeutas da Bahia.
Celular: (74) 8102-0013 – Atende pela manhã; (74) 8813-6566 – Atende à tarde.
E-mail:wilson-terapeuta@hotmail.com; Site:www.terapeutanatural.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário