Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

31.5.09

MEDICINA HOLÍSTICA








Foi a primeira Medicina estudada cientificamente, no Ocidente, tendo como pai o médico grego Hipócrates. Foi criada por volta de 420 antes de Cristo, e caiu em desuso no ano 200 depois de Cristo, com a implantação da Alopatia nas cidades asiáticas de Esmirna e Pérgamo. Esse modelo de Medicina repudia a dicotomia praticada pela Alopatia e trata as pessoas como um todo: corpo-mente-espírito sem conotação religiosa. No passado, foi praticada por Jesus e seus discípulos e, atualmente, vem sendo praticada por terapeutas holísticos, profissionais da Medicina Complementar e por alguns médicos alopatas. Platão, no ano 380 a.C., assim escreveu: “A cura do corpo não deve ser feita sem o tratamento do todo” “Não podemos curar o corpo sem considerar a alma, e devemos começar curando a mente, porque tanto a mente como o corpo devem ser saudáveis. Não deixe ninguém persuadi-lo a curar a mente sem primeiro ele ter dado a você a cura da alma. O grande erro dos nossos dias no tratamento do corpo humano é que os médicos separam a alma do corpo”. Também, na Grécia, Hipócrates ensinava que para manter a saúde era preciso manter o equilíbrio mental e químico do corpo. O equilíbrio se restabelece automaticamente pelos mecanismos naturais de cura - “vis medicatrix naturae”. O princípio de Hipócrates era não interferir com os sintomas, para que a Natureza tivesse oportunidade de curar a doença. “Cura-se doente, e não doença”. Segundo a história da Medicina, Hipócrates deu à profissão médica o impulso rumo ao diagnóstico, prognóstico e tratamento em bases científicas. Estabeleceu, além disso, um conjunto de normas de conduta que fundamenta até hoje a ética médica. Graças a Hipócrates — mediante os escritos a ele atribuídos — a Medicina é hoje considerada uma Ciência e uma Arte. Seus ensinamentos quanto à postura do médico podem ser resumidos no próprio "método hipocrático": rigorosa observação do doente, análise racional dos fatos clínicos observados, escrupulosa correlação das causas e seus efeitos. Ele atribuía a causa das doenças ao ar e aos resíduos da digestão. E ensinava como comer, quando comer e o que comer para ter saúde, prevenir enfermidades o obter a cura. O alimento integral era e continua sendo indicado como a base ou fundamento da medicina hipocrática, assim como a iridologia que ele usava como principal meio de diagnóstico tem como fundamento o estudo da embriologia. Uma notável característica dos textos "hipocráticos" é que nenhum deles se serve da magia ou da religião para explicar a causa das doenças. Essa era a convicção de Hipócrates, e continua sendo a convicção de todo terapeuta holístico. Ainda conforme os escritos "hipocráticos", ele preferia usar recursos naturais para o tratamento das doenças em lugar de drogas. Era, também, obsessivamente honesto no trato com o doente, com seus familiares e também com os outros médicos da Medicina Mística do Egito que ainda prevalecia em sua época. O médico-adventista paraense, Silas de Araújo Gomes, no seu livro Medicina Alternativa – a armadilha dourada, pág. 125, foi usado pelo Espírito Santo de Deus para fazer essa surpreendente revelação: “Deus nunca viu o homem como partes separadas, mas sim como um todo indivisível: corpo, alma e espírito. Era assim que Jesus curava – de maneira completa, o homem todo. Jesus praticava e ensinava a verdadeira Medicina Holística. E esta, ainda hoje, continua sendo o único método de cura recomendável por Deus. E é desta maneira que os médicos e terapeutas da saúde devem também ver os seus pacientes”. Ver Terapia Holística.




Terapeuta e Escritor Wilson Dias.

14.5.09

Origem da Massagem Sueca

A massagem sueca surgiu a partir das idéias do fisiologista e mestre de esgrima Henrik Link, que viveu em Estocolmo no inicio do século XIX. Link foi o primeiro a estabelecer um conjunto de conhecimentos aplicados ao tratamento de problemas do aparelho locomotor.
A técnica vem progressivamente conquistando mais terreno, especialmente mediante a regulamenmtação de seu ensino e da criação de associações em todo mundo.
Pesquisas realizadas, principalmente pelos suecos, apontam diversos efeitos benéficos da massagem para a musculatura, as articulações e o sistema nervoso central.

ARTICULAÇÕES - A massagem melhora sua flexibilidade e previne a degeneração da cartilagem articular

MUSCULATURA - A massagmem regula o tônus muscular, relaxando o músculo tenso ou aumentando o tônus do músculo flácido. Provoca a elevação do fluxo de sangue na musculatura melhorando o aporte de oxigênio e outros nutrientes. Por fim, aumenta a elasticidade, previnindo distenções.

SITEMA NERVOSO CENTRAL - A massagem induz a liberação de endorfinas, aliviando o stresse, melhorando o sono e promovendo uma sensação geral de bem-esta






Dr. Alexandros Botsaris.



















1.5.09

Medicina Oriental

A tradição médica oriental enfoca a doença como um processo dinâmico - ainda que perverso, patológico - que se inicia com a má distribuição das energias reguladoras do funcionamento do organismo. Essas energias seguem, no corpo, padrões específico de fluxo através de linhas preferenciais - os meridianos - que constituem a estrutura primária do todo psicossomático. O desarranjo nessa circulação acarreta a desordem dos sistemas funcionais correspondentes, provocando a queda de resistência orgânica e detonando o processo desequilibrante que culmina com o distúrbio localizado, concreto, a que chamamos doença.
Jucacy Cançado