Música Celtica

Exercícios Terapêuticos

Exercícios Terapêuticos
O universo está em constante movimento. O movimento significa vida. O movimento de uma espiral de energia vitaliza a célula única que marca o início de nosso tipo de vida humana. À medida que esse tipo de vida evolui, nós nos constituímos em um ser que constantemente troca energia com o cosmo. À medida que esta energia passa através de nós, ela nos alimenta, nos nutri e cria o movimento interno e externo de nossas vidas. Na expressão natural deste intercâmbio encontramos nossa saúde. O intercâmbio de energia é aumentado pelo movimento, e o movimento perfeito do corpo é uma extensão do interior para o exterior enquanto recebe estímulos que movem do exterior para o interior. (Greg Broòshy)

Translate

15.5.18

Alimentos ricos em Ferro

O consumo de alimentos ricos em ferro, como as carnes vermelhas ou o pão de cevada, por exemplo, podem ajudar a curar a anemia quando ela é causada pela deficiência de ferro no sangue.
Porém, os alimentos ricos em ferro são importantes em todas as fases da vida e devem ser consumidos com frequência, especialmente, em gestantes, bebês e idosos, pois estes grupos possuem uma necessidade maior de ferro no organismo.
Alimentos ricos em ferro de fonte animal
Alimentos ricos em ferro de fonte animal
Alimentos ricos em ferro de fonte vegetal
Alimentos ricos em ferro de fonte vegetal

Tabela de alimentos ricos em ferro

Segue uma tabela com os alimentos ricos em ferro separados por fonte animal e vegetal:
Alimento ricos em ferro de fonte animalFerro por 100 gEnergia em 100 g
Carré3 mg260 calorias
Vitela3,6 mg230 calorias
Cordeiro2,2 mg163 calorias
Fígado de vitela10,6 mg127 calorias
Mexilhão cozido6 mg78 calorias
Gema do ovo de galinha5,87 mg363 calorias
Alimentos ricos em ferro de fonte vegetalFerro por 100 gEnergia em 100 g
Pão de cevada6,5 mg302 calorias
Pão de soja2,3 mg283 calorias
Salsa3,1 mg43 calorias
Grão-de-bico cozido1,4 mg121 calorias
Ervilha cozida1,9 mg63 calorias
Lentilha cozida2,44 mg108 calorias
Agrião2,6 mg23 calorias
Beterraba crua2,5 mg49 calorias
Feijão branco miúdo11,9 mg360 calorias
Feijão-preto costa rica8,6 mg343 calorias
Os alimentos de fonte animal apresentam uma absorção de ferro entre 20 a 30% do total do mineral ingerido, enquanto que os alimentos de origem vegetal ricos em ferro permitem uma absorção em torno de 5% do total de ferro que possuem em sua composição.

Alimentos ricos em ferro para anemia

Os alimentos ricos em ferro para anemia incluem:
  • Alimentos ricos em ferro de origem animal, como as carnes vermelhas e o ovo pois o ferro destes alimentos é absorvido com facilidade;
  • Alimentos ricos em ferro de origem vegetal como o feijão, as ervilhas ou a salsa. Estes alimentos devem ser consumidos sempre com uma fonte de vitamina C como laranja, morango ou pimentão, para melhorar a absorção de ferro. Por exemplo, comer arroz com feijão preto e laranja de sobremesa;
Além dos alimentos ricos em ferro para anemia, é também importante seguir outras dicas de alimentação como:
  • Evitar comer alimentos ricos em cálcio com as principais refeições, como iogurtes, pudim, leite ou queijo porque o cálcio é um inibidor natural da absorção do ferro;
  • Evitar comer alimentos integrais ao almoço e jantar, pois os fitatos presentes nos cereais e fibras dos alimentos integrais, diminuem a eficiência da absorção do ferro presente nos alimentos;
  • Evitar comer doces, vinho tinto, chocolate e algumas ervas para fazer chá, porque possuem polifenóis e fitatos, que são inibidores da absorção do ferro;
  • Cozinhar em uma panela de ferro é uma forma de aumentar a quantidade de ferro de alimentos pobres, como o arroz, por exemplo.
​​Misturar frutas e legumes nos sucos também pode ser uma excelente forma de enriquecer a dieta em ferro. Duas ótimas receitas ricas em ferro são o suco de abacaxi batido no liquidificador com salsinha fresca e o bife de fígado acebolado.   


Fote: Tua Saúde                                                                                                                               

14.2.18

HATHA YOGA  significa, ao pé da letra, "união do Sol com a Lua". Todavia seu verdadeiro significado é mais complexo. Para compreendê-lo perfeitamente, faz-se mister uma explicação mais detalhada.

A Energia básica do Universo em manifestação denomina-se PRÂNA, tanto em YOGA como na VEDANTA e na filosofia SÂNKHYA. Dessa maneira qualquer manifestação de força, seja ela mecânica, física, emocional, mental, elétrica, cósmica ou espiritual, é sempre uma expressão ativa de PRÂNA.

PRÂNA corresponde, na Teologia ocidental, ao Espírito Santo, a Energia Criadora de Deus. É ele que movimenta os mundos e mantém a vida, em qualquer de suas modalidades. PRÂNA produz a atividade das partículas atômicas, a vitalidade das sementes, a vida das criaturas e qualquer das ações do Universo, sejam elas pessoais ou da Natureza.

Está assim presente nos minerais, nos vegetais e nos animais, como como também no reino hominal e naqueles diferentes da cadeia humana. Sem PRÂNA toda a atividade universal cessaria e os mundos, as galáxias e os sistemas solares se desfariam. Sendo a energia ativa do Universo manifestado, está necessariamente polarizado, havendo portanto duas modalidade essenciais de sua força. Uma delas é ativa, masculina "solar"; outra passiva, feminina, "lunar". Ambas entram pelas respectivas narinas do homem, mantendo-lhe a vida, com o ato respiratório.

Pela narina direita entra o PRÂNA SOLAR e pela esquerda o LUNAR. Durante cerca de duas horas a predominância é da absorção de PRÂNA ativo (para isso a narina direita fica, durante aquele período, mais livre que a esquerda) e vice-versa. A energia prânica busca a célula nervosa ali se aloja, dando ao homem "força vital". Como a atividade de todos os órgãos do corpo humano é produzido pelo sistema nervoso, a perfeição do metabolismo orgânico dependerá do equilíbrio dessas duas modalidades de energia. Os órgãos, vísceras e glândulas estarão sadios e trabalhando bem, sempre que os dois tipos de PRÂNA estiverem harmonicamente neles distribuídos. Quando houver desequilíbrio prânico, estarão funcionando mal, por falta ou excesso.

Isso já afirmavam os chineses cerca de cinco mil anos antes de Cristo, denominando YANG o PRÂNA SOLAR e YNN o LUNAR.

A base da HATHA YOGA é a respiração. É por meio dela que se torna possível a harmonização da energia ativa e passiva no Ser, dando-lhe a saúde perfeita. Todo e qualquer Âsana (postura) ativo deve ser combinado com respiração, para que produza a totalidade de seus efeitos.

Além disso, há uma série de exercícios respiratórios que provém a limpeza fisiológica. Tal purificação é feita não só pelo oxigênio normalmente inspirado, mas também e principalmente pelo PRÂNA que entra pelas narinas, na mesma ocasião. Por essa razão, qualquer sessão de HATHA YOGA deve ser precedida de "Kryiâ-Dhauti", que se compõe de uma séria de respirações específicas para aquele fim. O oxigênio ativa a combustão celular e dá vitalidade às células, qualquer que seja a natureza delas, permitindo ainda ao sangue retirar dos tecidos o resíduo resultante do trabalho orgânico, enquanto o PRÂNA alimenta e purifica especialmente as células e os centros nervosos, sobretudo e cérebro físico.




Fonte: livro - Hatha Yoga
                    Caio Miranda




29.12.15

DICAS DE SAÚDE

Saúde da coluna

A coluna vertebral é o eixo central do corpo. É exigida em quase todos os movimentos e ainda funciona como um duto de feixes nervosos, ligando diversos órgãos e outras partes do corpo ao cérebro.
Principais problemas da coluna vertebral: 
•  Cifose: é também um desvio da coluna, mais facilmente percebido quando a pessoa está de lado, pois as costas ficam arqueadas, o tórax retraído e os ombros projetados para a frente;
•  Lordose: desvio da coluna característico na região da bacia, causando uma curvatura exagerada no local;
•  Hérnia do disco intervertebral: a parte mais central do disco, que se localiza entre as vértebras, sai da estrutura da coluna, causando dores muito fortes e até mesmo paralisação dos movimentos;
•  Artrose: conhecida como bico-de-papagaio, é causada pelo atrito entre as vértebras. Depois de algum tempo, surge uma espécie de calcificação, que pode comprimir alguns vasos sanguíneos ou nervos.
•  Escoliose: a coluna se desvia para o lado, passando a apresentar uma deformidade; surge por causa da má postura, ao se usar por tempo prolongado um só lado do corpo.
Como proteger sua coluna:
•  a melhor maneira de se deitar de lado é com um travesseiro entre a cabeça e o ombro e outro entre as pernas;
•  quando deitar de barriga para cima, coloque um travesseiro embaixo dos joelhos e outro embaixo da cabeça;
•  evitar dormir de bruços, pois além de forçar a coluna, dificulta a respiração;

•  ao levantar-se, vire-se de lado, apoie-se nos braços, levando as pernas para fora da cama;

•  ao elevar um objeto pesado do chão, abaixar-se com as pernas flexionadas; 


•  usar um colchão ortopédico ou semi-ortopédico, de acordo com o peso e a altura de cada pessoa;
•  o travesseiro não deve ser muito fino nem muito macio, para não alterar a curvatura da coluna; o ideal é que seja da altura entre a cabeça e o ombro;
•  ao ficar de pé, contraia os músculos da barriga e das nádegas 
periodicamente; utilize esta técnica de relaxamento quando quiser aliviar dores;
•  ao trabalhar em frente a uma mesa, ou digitando no computador, manter as costas retas, encostadas ao encosto da cadeira; manter as pernas debaixo da mesa, evitando cruzá-las.
•  ao realizar alguma atividade em pé, repouse alternadamente um dos pés sobre um objeto;
•  procure posicionar ao seu alcance os objetos que esteja manuseando;
•  ao dirigir horas seguidas, é importante manter as costas retas, perfeitamente apoiadas no encosto;
•  não carregar mochilas ou sacolas, com o peso de um só lado. A mochila deverá ser apoiada nos dois ombros e as sacolas, divididas nas duas mãos;
•  ao caminhar, manter as costas retas, abdome contraído, olhar para a frente. O sapato deve ter salto de base larga e leve e no máximo 4 cm de altura;
•  nas atividades domésticas, evitar trabalhar com o tronco totalmente inclinado;
•  ao trabalhar agachado, flexione os joelhos e mantenha as costas retas.
 IMPORTANTE

21.7.15

Benefícios da massagem terapêutica para animais.

  • Relaxamento e redução do estresse
  • Maior flexibilidade dos tecidos moles
  • Redução do edema (inchaço)
  • Aumento da eliminação de resíduos e toxinas
  • Manutenção de uma boa postura e equilíbrio corporal
  • Prevenção de atrofia (definhamento) nos músculos inativos
  • Melhorou o desempenho atlético
  • Afrouxamento e amolecimento do tecido da cicatriz
  • Libera endorfinas, que são esteróides que ocorrem naturalmente no corpo que agem para aliviar a dor
  • Tônus muscular melhorada e amplitude de movimento
  • Avança a cura através do aumento do fluxo de nutrientes para os músculos lesionados
  • Alonga tecido conjuntivo e reduz a formação de aderências que conduzem a fibrose

14.1.15

HATHA YOGA

Hatha Yoga significa, ao pé da letra, "união do Sol com a Lua". Todavia, seu verdadeiro significado é mais complexo. Para compreendê-lo perfeitamente, faz-se mister uma explicação mais detalhada.

A Energia Básica do Universo em manifestação denomina-se PRÂNA, tanto em YOGA como na VEDANTA e na filosofia SÂNKHYA. Dessa maneira, qualquer manifestação de força, seja ela mecânica, física, emocional, mental, elétrica, cósmica ou espiritual, é sempre uma expressão ativa de PRÂNA.

PRÂNA corresponde, na Teologia Ocidental, ao Espírito Santo, a Energia Criadora de Deus. É ele que movimenta os mundos e mantém a vida, em qualquer de suas modalidades. PRÂNA produz a atividade das partículas atômicas, a vitalidade das sementes, a vida das criaturas e qualquer das ações do Universo, seja elas pessoais ou da Natureza. Está assim presente nos minerais, nos vegetais e nos animais, como também no reino hominal e naqueles diferentes da cadeia humana. Sem PRÂNA toda a atividade universal cessaria e os mundos, as galáxias e os sistemas solares se desfariam.

Sendo a energia ativa do Universo manifestado, está necessariamente polarizado, havendo portanto duas modalidades essenciais de sua força. Uma delas é ativa, masculina, "solar" outra passiva, feminina, "lunar". Ambas entram pelas respectivas narinas do homem, mantendo-lhe a vida, com o ato respiratório.

Pela narina direita entre o PRÂNA SOLAR e pela esquerda o LUNAR. Durantes cerca de duas horas a predominância é da absorção de PRÂNA  ativo (para isso a narina direita fica, durante aquele período, mais livre que a esquerda) e vice-versa. A energia prânica busca a célula nervosa e ali se aloja, dando ao homem "força vital". Como a atividade de todos os órgãos do corpo humano é produzida pelo sistema nervoso, a perfeição do metabolismo orgânico dependerá do equilíbrio dessas duas modalidades de energia. Os órgãos, vísceras e glândulas estarão sadios e trabalhando bem, sempre que os dois tipos de PRÂNA estiverem harmonicamente neles distribuídos. Quando houver desequilíbrio prânico, estarão funcionando mal, por falta ou excesso.

Isso já afirmavam os chineses cerca de cinco mil anos antes de Cristo, denominado YANG o PRÂNA SOLAR e YING o LUNAR. 

A base da HATHA -YOGA é a respiração. É por meio dela que se torna possível a harmonização da energia ativa e passiva no Ser, dando-lhe a saúde perfeita. Todo e qualquer Âsana ativo deve ser combinado com a respiração, para que produza a totalidade de seus efeitos.

Além disso, há uma séria de exercícios respiratórios que promovem a limpeza fisiológica. Tal purificação é feita não só pelo oxigênio normalmente inspirado, mas também e principalmente pelo PRÂNA  que entra pelas narinas, na mesma ocasião. Por essa razão, qualquer sessão de HATHA-YOGA deve ser precedida de "Kryiâ-Dhauti", que se compõe de uma série de respirações para aquele fim. O oxigênio ativa a combustão celular e dá vitalidade às células, qualquer que seja a natureza delas, permitindo ainda ao sangue retirar dos tecidos o resíduo resultante do trabalho orgânico, enquanto o PRÂNA alimenta e purifica especialmente as células e os centros nervosos, sobretudo o cérebro físico.


Fonte: Hatha o a b c do YOGA.
            Caio Miranda 

26.9.14

Moxaterapia



Moxabustão ou Moxaterapia, pronunciada (Kiu) em Chinês, praticada na Medicina Tradicional Chinesa, consiste no uso da erva “Artemísia”.
Aplicação Indireta: Da erva prepara-se cones ou bastão sendo, queimados de forma progressiva, colocando-se indiretamente nos pontos de acupuntura a serem estimulados, provocando uma sensação de calor local. Esse aquecimento propociona calor e energia corporal, produzindo vaso dilatação, estimula a circulação sanguínea, analgésico e anti-inflamatório, vindo sanar enfermidades como: deficiência de energia, debilidade, convalescença, doenças crônicas, atendendo de forma eficiente, pessoas debilitadas energeticamente e idosos.
Outros benefícios.
 Doenças provocadas pelo frio como: dificuldade respiratória, congestão nasal, rinite, sinusite, artrite, artrose, dores musculares, lombalgia, nervo ciático, cólica menstrual, além de propiciar um agradabilíssimo bem-estar.


Enilda Dantas
Terapeuta Holística
Contatos: enilda.dantas@gmail.com






7.6.14

O que É Yoga?

Milenar filosofia, impregnada, dede os albores de suas remotas orígens, do misticismo próprio das civilizações mágicas, foi o YOGA, com o decorrer dos séculos e o paulatino desenvolver das faculdades mentais pelo homem, envolvendo para ciência e doutrina perfeitas, vindo finalmente a comportar uma conceituação básica, uma técnica e uma disciplina, condições com que se impôs definitivamente à cultura atual da humanidade.

Nos dias que ocorrem, o YOGA se apresenta como o mais admirável método de reeducação integral, superando em toda a linha os demais processos e tentativas de harmonização do Ser...

A conceituação básica do YOGA é que o Homem, de origem e destino divinos, tem Deus dentro de si, sendo inútil estar a procurá-lo fora sem que o tenha antes encontrado nas profundezas do próprio Ser. Todo o esforço do yoguim se dirige, pois, no sentido de que esse Deus interno se revele, em sua plenitude e grandeza, quando então as faculdedes superiores e latentes se mostram por completo.

O metódico empenho para a consecução desse nobre objetivo constitui a técnica do YOGA, enquanto as práticas a isso atinentes configuram a sua disciplina.



Fonte: Hatha o abc do Yoga.
          Caio Miranda